CBF decide convocar Globo e clubes para discutir mudança do calendário em 2024

Entidade promete já fazer alteração importante na próxima temporada


O calendário do futebol brasileiro é caótico, é isso não é segredo para ninguém. Porém, algumas mudanças já são planejadas, como o fato de não ter jogos no meio das Datas Fifa em 2023. Para 2024, a discussão é ainda mais ampla, e a CBF decidiu chamar clubes e TV Globo para discutir alterações significativas.

A intensão é modificar o calendário de forma mais abrupta, e muitos são os temas que serão discutidos. Existe a possibilidade de algum torneio diminuir datas de jogos, como o Estadual. Porém, nada é certo, por enquanto, pois a discussão deve ter início em 2023, e clubes e Globo participarão da decisão. Informação divulgada inicialmente pelo jornalista Rodrigo Mattos, do Uol Esporte.


Ganhe dinheiro com vitórias do Flamengo!


Ideia todo mundo tem de como, entre aspas, consertar o calendário. O que é necessário, quero que fique bem claro, precisa de um esforço comum de todos os agentes envolvidos nisso. Por que pode reduzir Estadual, pode reduzir Copa do Brasil, pode reduzir Brasileiro. Não estou dizendo que vai fazer um ou outro. Esses são o campeonatos. A Fifa não vai reduzir, a Conmebol não vai reduzir -, disse Julio Avellar, atual diretor de competições da CBF, em entrevista ao Rodrigo Mattos. Avellar prosseguiu:

Então sobra para a CBF e as federações estaduais. Acho que requer uma conversa de todo mundo para ver qual o melhor caminho. Vou só botar: consigo pensar de todas as formas possíveis. Consigo entender uma cabeça mais CBF onde se privilegie as competições CBF. Mas consigo entender a ótica das federações estaduais. Não existe país no mundo que você grite mais de 30 vezes campeão, só no Brasil. Aí é a pergunta que faço é a seguinte, pensando com a cabeça das federações, a não existência de Estaduais é bom para o Brasil? -, concluiu.

Como dito, o início da mudança já está previsto para 2023, pois não terão jogos no meio das Datas Fifas. Por outro lado, a tendência é que partidas ainda aconteçam “nas beiradas”, ou seja, um dia antes e um dia depois dos duelos disputados pela Seleção Brasileira, justamente devido ao calendário. A promessa é que, a partir de 2024, isso também seja modificado.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Se o Brasileirão tivesse apenas 16 equipes, seria muito mais interessante! Além de nos livrarmos dos clubes medianos que só servem para ficar subindo e descendo, colocaria mais pressão para aqueles clubes tradicionais, mas que são mal administrados e não conseguem entregar bons resultados e ainda assim, escapam do rebaixamento!!!