Flamengo tropeça contra o Goiás, perde posição e aumenta distância para a liderança

Rubro-Negro fica no empate em 1 a 1 na capital goiana em noite sem inspiração


Pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo foi até Goiânia para encarar o Goiás, e não fez o que precisava. Na noite quente do Estádio da Serrinha, o time misto de Dorival Júnior teve trabalho ficou no 1 a 1. Com o empate, o Rubro-Negro perde posições na tabela de classificação e cai para terceiro.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


PRIMEIRO TEMPO

Aos oito minutos de jogo, Marquinhos Gabriel recebeu nas costas de David Luiz, ajeitou a bola para a canhota e, com o ângulo fechado por Santos, bateu e cima do goleiro. No rebote, o assistente levantou a bandeira e marcou o impedimento na enfiada de Belmonte. Aos 12′, foi a vez do Flamengo responder.

David Luiz lançou da direita da zaga nos pés de Cebolinha, que apareceu nas costas da zaga. O camisa 19 ficou cara a cara com Tadeu, se atrapalhou no drible e tentou rolar para Marinho chegar batendo, mas a defesa goiana fez o corte, mandando para escanteio. No minuto 16′, Everton Ribeiro afunilou jogada com Matheuzinho, que foi travado na tentativa do passe rasteiro à pequena área.

O jogo seguiu frenético, aberto, com as duas equipes tendo chances de finalização. Aos 21 minutos, Dadá Belmonte arriscou de longe, para defesa Santos. Aos 24′, Everton Ribeiro puxou contragolpe veloz. Cebolinha recebeu no meio e só rolou a Marinho, que ajeitou e soltou a bomba nas arquibancadas da Serrinha.

O lance mais perigoso do Goiás no primeiro tempo aconteceu aos 35 minutos, em contragolpe. Pedro Raul fez o pivô e esticou a bola para Diego Belmonte, que deixou Vidal comendo poeira, mas, quando ficou à frente de Santos, não achou espaço, tentou tirar e bateu rasteiro para fora.

Sem nenhum dos times conseguir balançar as redes, o primeiro tempo acabou sem gols e com muitas altas. Ao todo, 15 faltas: oito feitas pelo Goiás e sete pelo Flamengo. Mesmo assim, o Rubro-Negro voltou com a mesma formação depois do intervalo.

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo começou com o mesmo cenário do primeiro. A primeira finalização a gol do Flamengo, depois do intervalo, foi em uma batida de falta do David Luiz, que Tadeu ficou facilmente com a bola. A partida ficou com alguns ataques lá e cá.

Dorival ainda colocou Arrascaeta aos 17 minutos, no lugar de Everton Ribeiro, que se queixou de cansaço. Rodinei também foi à vaga de que era de Marinho, aos 18′. Mesmo assim, quem chegou de novo foi o Goiás, que, com Pedro Raul fazendo pivô, Maguinho soltou o pé em cima da zaga.

No minuto 31, Dorival pôs Matheus França no lugar do sumido Cebolinha e Mateusão na vaga de Victor Hugo. Aos 33′, Rodinei levantou na cabeça de Mateusão, que não chegou a tempo. Um minuto depois, Ayrton Lucas recebeu cartão amarelo e ficou suspenso do próximo compromisso do Mengo.

Aos 34′, o gol goiano; Pedro Raul fez pivô e ajeitou. Dieguinho chegou de trás e, escorregando, bateu mascado no ângulo de Santos (Goiás 1, Flamengo 0). Aos 37′, Ayrton Lucas soltou a pancada para defesa de Tadeu. Mas, veio o empate do Mengo.

Aos 41 minutos do segundo tempo, em escanteio batido da esquerda, Léo Pereira desvia junto com Tadeu, e Matheus França completa para o fundo do gol, deixando tudo igual (Goiás 1, Flamengo 1). O VAR ainda analisou uma possível falta no goleiro goiano, mas validou o tento. No fim das contas, depois de oito minutos de acréscimos, o placar de 1 a 1 ficou confirmado.

E AGORA?

Com mais um ponto na conta, o Flamengo chega a 45 e ainda se mantém vivo na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, porém, com menos chance e anove do líder Palmeiras, que tem 54. Agora, na volta ao Rio de Janeiro, o Rubro-Negro foca nas semifinais da Copa do Brasil, onde busca vaga na final da competição.

Depois de encarar o Goiás, o Mengão enfrenta o São Paulo, às 21h45 (horário de Brasília) da próxima quarta-feira (14). O jogo acontece no Maracanã, e o Flamengo tem a vantagem após vitória de 3 a 1 no Morumbi, na partida de ida.

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS x FLAMENGO

Local: Estádio da Serrinha, Goiânia (GO)
Data: 11 de setembro de 2022, domingo
Horário: 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Ramon Abatti (SC)
Assistente 1: Kleber Gil (Fifa/SC)
Assistente 2: Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Rafael Traci (SC)

ESCALAÇÕES:

Goiás: Tadeu; Maguinho, Caetano, Reynaldo e Sávio; Auremir, Diego e Marquinhos Gabriel; Vinícius, Dadá Belmonte e Pedro Raul. Técnico: Jair Ventura.

Flamengo: Santos; Matheuzinho, David Luiz, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Thiago Maia, Vidal e Everton Ribeiro; Marinho, Everton Cebolinha e Victor Hugo. Técnico: Dorival Júnior.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Esse Matheuzinho é horroroso. Ataque com Cebolinha e Marinho é piada de mau gosto. Dorival simplesmente não é o técnico de OTO PATAMAR que precisamos. Teimoso e limitado.

  • Parabéns Dorival por fazer mais uma lambança , parabéns Marcos Brás por trazer merda (marinho , cebolinha e Ayrton Lucas)