Ídolo do Flamengo, Sávio comparece ao Maracanã e relembra festa da torcida: “Momento único”

O Anjo Loiro da Gávea foi ao estádio para acompanhar a partida contra o Vélez, pela Libertadores


Na última quarta-feira (07), o Flamengo venceu o Vélez Sarsfield (ARG) por 2 a 1, no segundo jogo da semifinal da Copa Libertadores. Com 6 a 1 no placar agregado, o Rubro-Negro carimbou em grande estilo o passaporte rumo à final continental. Diretamente do Maracanã para acompanhar o confronto, Sávio recordou incomparável festa da Nação.

Durante a partida entre Flamengo e Vélez Sarsfield, Sávio conversou rapidamente com a reportagem do Coluna do Fla. Em um primeiro momento, o Anjo Loiro da Gávea apostou em um placar de 3 a 0, mas apesar de ter errado o marcador, viu o Rubro-Negro se garantir na final da Libertadores.

Em meio ao Maracanã completamente lotado e embalado pela bela festa da Maior Torcida do Mundo, Sávio relembrou a época em que defendia o Manto Sagrado. “Esse momento é único. Semifinal, casa cheia. Essa adrenalina é ótima”.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


Ídolo do Flamengo, Sávio se eternizou na história na década de 1990. Foi justamente nessa época em que surgiu o carinhoso apelido de ‘Anjo Loiro da Gávea’, pelo qual o ex-jogador é conhecido até os dias de hoje. É curioso contar que, antes da alcunha de ‘anjo’, Sávio era chamado de ‘Diabo Loiro da Gávea’, e a alteração no cognome do atleta foi um pedido da própria avó.

Formado nas categorias de base do Flamengo, Sávio marcou 95 gols em 261 partidas disputadas pelo Rubro-Negro. Com o Manto Sagrado, o Anjo Loiro da Gávea conquistou o Campeonato Carioca de 2016 e a Copa Ouro no mesmo ano.

Fora dos gramados, mas sempre na torcida, Sávio se prepara para apoiar o Flamengo na grande final da Copa Libertadores da América. O Mengo vai enfrentar o Athletico-PR na decisão do torneio continental, que será disputado no dia 29 de outubro, no Estádio Isidro Romero Carbo, em Guayaquil, no Equador.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *