Final da Copa do Brasil é disputada nos pênaltis pela terceira vez no século com Fla x Corinthians

Compartilhe com os amigos

Rubro-Negro levantou a quarta taça do torneio após vencer nas penalidades


Por: Celiny Jandre

O Flamengo alcançou o tetracampeonato da Copa do Brasil em confronto com o Corinthians, nessa quarta-feira (19). O título veio após disputa nos pênaltis, já que, no tempo regulamentar, a partida terminou em 1 a 1 no agregado. Neste século, esta foi a terceira vez que uma final do torneio nacional mata-mata foi decidida nas penalidades.

O Fla continua fazendo história e empilhando taças nos últimos anos. E para o nervosismo do torcedor, a equipe de Dorival Júnior conquistou a Copa do Brasil nos pênaltis, tendo começado com uma cobrança desperdiçada por Filipe Luís, o primeiro a bater. As únicas duas vezes que isso havia acontecido no século XXI foi em 2015, entre Palmeiras e Santos, e em 2017, com o próprio Flamengo disputando com o Cruzeiro.

Em 2015, o primeiro jogo da final terminou em 1 a 0 para o Santos, jogando em casa. No confronto seguinte, o adversário saiu vitorioso por 2 a 1, levando assim, a disputa para os pênaltis. Na ocasião, Rafael Marques perdeu a cobrança para o lado alviverde mas, com Marquinhos Gabriel e Gustavo Henrique desperdiçando a penalidade para o Alvinegro Paulista, o Palmeiras levou a taça, alcançando o tricampeonato na época.

Dois anos depois, em 2017, o Flamengo buscava o quarto título da competição, em disputa contra o Cruzeiro. Após o 1 a 1 no Maracanã e o empate sem gols no Mineirão, a taça da Copa do Brasil também foi decidida nos pênaltis. O clube mineiro venceu a disputa por 5 a 3, após Diego desperdiçar a chance como terceiro batedor.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!



Neste ano, o Flamengo conseguiu finalmente ser campeão pela quarta vez da Copa do Brasil, após disputa de pênaltis contra o Corinthians. Durante os 90 minutos, as equipes fizeram um jogo frenético e, com gol de Pedro ainda no primeiro tempo, o elenco de Dorival Júnior abriu o placar. Na segunda metade, o time de Vítor Pereira fez duelo intenso até o último minuto, e o empate veio com Giuliano aos 37′.

Com placar agregado em 1 a 1, Fábio Santos foi o primeiro a bater e conseguiu marcar. Filipe Luís, por sua vez, desperdiçou a chance. Em seguida, Giuliano (COR), David Luiz (FLA), Renato Augusto (COR) e Léo Pereira (FLA) converteram as penalidades. Quando foi a vez de Fagner cobrar, o jogador do Alvinegro chutou no travessão.

Em disputa frenética, Everton Ribeiro (FLA), Yuri Alberto (COR), Gabigol (FLA), Maycon (COR) e Everton Cebolinha (FLA) balançaram as redes. Quando Matheus Vital chutou para fora, a responsabilidade do título recaiu sobre Rodinei e, com uma redenção histórica, o atleta rubro-negro marcou para o Flamengo levar o tetracampeonato para a Gávea.

O próximo objetivo do Flamengo na temporada é conquistar o tricampeonato da Copa Libertadores, daqui a nove dias. A final única contra o Athletico-PR está marcada para o próximo dia 29 de outubro. O confronto que decide o campeão do torneio continental começa às 17h (horário de Brasília), no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guayaquil, no Equador.

Compartilhe com os amigos

Veja também