Pai e empresário de Diego ainda aguarda contrato da diretoria do Flamengo para tratar de renovação

FOTO: GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO

Por: Venê Casagrande

Contratado em 2015, o meia Diego Ribas é tratado como uma das referências da equipe do Flamengo desde então. Contudo, no próximo ano, a situação pode mudar. Isso porque, com contrato válido até julho de 2019, a diretoria do Rubro-Negro ainda não o procurou para extensão de vínculo. A reportagem do Coluna do Flamengo apurou que Djair Ribas, pai e empresário do jogador, ainda não foi contatado por representantes da nova gestão, encabeçada por Rodolfo Landim.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


Artilheiro do atual elenco do Fla, Diego admite já ter recebido propostas oficiais de outros clubes. No entanto, sempre que citou o interesse de equipes em contratá-lo, ressaltou também que a sua prioridade é seguir no clube da Gávea. Foi assim, por exemplo, no dia 01 de dezembro, após a partida entre Flamengo e Atlético-PR, quando o meia falou sobre o assunto em entrevista pós-jogo.

– Está tudo em aberto no momento. A minha prioridade, obviamente, é o Flamengo. Mas o clube vive uma indecisão nesse momento de eleição, então é momento de realmente esperar e, quando chegar na hora certa, nós iremos conversar e decidir o que é melhor.

Cruzeiro e Santos têm interesse na contratação de Diego

Na última semana, a reportagem do Coluna do Flamengo apurou que a equipe comandada por Mano Menezes já entrou em contato com o empresário de Diego para saber se há a possibilidade de contratação. Bi-campeão da Copa do Brasil, o clube mineiro pode perder Thiago Neves nesta janela de transferências, o que aumentaria a necessidade de reforços para o meio campo.

Além do Cruzeiro, o Santos, clube que formou Diego, também sonha com o retorno do jogador à Vila Belmiro. Jose Carlos Peres, presidente do clube paulista, não faz mistério sobre o assunto: “Existe essa possibilidade. Ele está definindo a situação no Flamengo. Acho que pode sair. Ou assina longo um contrato longo ou dispensa”. Vale lembrar que, a partir de janeiro, o camisa 10 do Flamengo poderá assinar pré-contrato para se transferir sem custos ao fim do vínculo, fator que corrobora para que outras equipes despertem interesse no atleta.

Veja também