Evolução física de Guerrero coroa trabalho do CEP

Não há dúvidas de que Paolo Guerrero vive o melhor ano com a camisa do Flamengo. Artilheiro do time na temporada com 19 gols, o centroavante também tem chamado atenção em outro aspecto: o preparo físico.

Em 2015, quando chegou ao clube, o camisa 9 sofreu com a estrutura que ainda era deficitária. Por ser um jogador que busca o contato físico, precisava estar em forma para ganhar dos zagueiros e conseguir fazer o pivô. Sem equipamentos necessários, o peruano não conseguia se desenvolver fisicamente, não tendo grandes atuações em campo.

Com a criação do Centro de Excelência em Performance (CEP), esta situação se modificou, graças ao trabalho chamado “treinamento com carga controlada”. Segundo o jornal Extra, o conceito visa não desgastar os jogadores, em meio a disputa de várias competições. Neste caso, qualquer atleta que estiver com desgaste, será poupado.

A evolução física de Guerrero é perceptível ao analisar o desempenho na temporada. Além dos gols e assistências, o centroavante tem conseguido atuar logo após retornar de partidas com a camisa da seleção peruana (nos outros anos, já tinha pedido para ser poupado). Quando sofreu lesão muscular, retornou abaixo do prazo estipulado e conseguiu ficar os 90 minutos em campo, no clássico decisivo contra o Botafogo, pelas semifinais da Copa do Brasil.


Veja mais:


E por falar em alvinegro, o peruano deve ser uma das atrações do novo confronto entre as duas equipes. O clássico, válido pelo Campeonato Brasileiro, vai acontecer neste domingo (10), às 19h, no Estádio Nilton Santos.

Veja também

  • Coroa o trabalho do CEP? É um péssimo trabalho do CEP no ano, jogadores lesionados sem explicação, recuperação lenta, bagunça total.

  • Equipamentos e tecnologias realmente melhoraram muito. Só faltam bons médicos, treinador de goleiros, fisiologistas etc para operar e extrair todos esses recursos em prol dos jogadores.
    É como ter o melhor carro de fórmula 1 com Rubinho Barrichello como piloto. Kkkk

    Contratem os médicos do Corinthians, o treinador de goleiros do Botafogo, os responsáveis pela base do Santos/São Paulo, o arquiteto/engenheiro que construíram o estádio do Palmeiras aí teremos um Super Fla. Kkkk

    • por mim trazia tudo da europa… e fazia um “seletivo” a cada 3~5 anos para renovar e trazer melhores profissionais

  • O CEP deveria devolver o futebol do Diego que ficou por lá. Encontrem o futebol do Diego e devolvam porque o Homão embora tenha feito o gol contra os faíscas, precisa chamar mais a responsabilidade do jogo para si. Entendo que no primeiro jogo da final houve uma infelicidade do Rueda em escalar o Caramujo, fazendo que o Diego voltasse para buscar o jogo, mas depois da contusão o seu futebol está muito abaixo do que ele pode apresentar.

    • Ele está jogando mal até com o Cuellar em campo e o William Arão está voltando a jogar bem. Nesse caso o problema é o Diego mesmo.

  • Tem que melhorar a cara e começar a marcar gol de novo. Tá devendo.

  • Tem que evoluir a cabeça também. Guerrero tem que parar de uma vez por todas com essas suspensões infantis por cartão amarelo. Um jogador rodado de 33 anos…não dá. Prejudica o time, no mais vai ser muito bom ter o Guerrero de volta. Cabeça fria Peruano…

  • Seria bom o Flamengo nem escalar o Guerrero hj , pq esses jogadores do Botafogo sabendo da situação do Flamengo na Copa do Brasil é capaz de quebra-lo só pra ele não jogar na final.

Comentários não são permitidos.