MCP: “Um campeão com goleiro, o novo ‘Rei de Copas’, e o maior dos vices com vilões, que não jogam no gol”

O título do Cruzeiro na Copa do Brasil é pra lá de indiscutível. Antes de superar o Flamengo na decisão, passou por Grêmio, Palmeiras, Chapecoense, São Paulo, Murici e São Francisco. Sete adversários, cinco de Série A, primeira divisão, quatro deles que disputaram a Libertadores deste ano.

Teve momentos complicados, correu riscos diante do São Paulo e permitiu ao Palmeiras virar, no placar agregado, um 3 a 0 construído no campo do adversário. Mas reagiu e buscou a classificação. Despachou o Grêmio, favorito para muitos, e enfim os rubro-negros diante de sua torcida.

Mano Menezes volta a ganhar um título após oito anos, a mesma Copa do Brasil que ergueu pelo Corinthians e 2009. Ao seu estilo, pragmático até demais em alguns momentos, mas inegavelmente bem sucedido no torneio, remédio para os males causados em outras competições.

O Cruzeiro teve goleiro. E dos bons. Nos dois jogos. Fábio fez a diferença, como fizera na semifinal diante dos gremistas. Fechou o gol no Maracanã e disse presente no Mineirão quando chamado. Além de pegar de maneira sensacional o pênalti batido por Diego, decisivo, que valeu o título.

Mano e os cruzeirenses sabiam que numa disputa de penalidades máximas teriam ampla vantagem. Com bola rolando, jogavam praticamente por um empate diante do retrospecto assustador de Alex Muralha, o arqueiro que estava do outro lado.

Se no jogo de ida o jovem Thiago falhou clamorosamente e De Arrascaeta empatou, na volta Muralha falhou em saídas de gol, uma em cada tempo, e errou o canto em quatro das cinco cobranças celestes. Na que acertou, de Diego Barbosa, não teve chance, a bola entrou lá no alto.

Diego, o mais badalado e um dos mais caros do elenco rubro-negro, perdeu o penal decisivo, como desperdiçara diante do Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro. Ali foram dois pontos perdidos e a chance de se aproximar dos primeiros lugares. Desta vez custou o título. Seu desempenho, mais uma vez, foi sofrível.

Muralha não é o vilão, mas apenas um goleiro limitado tecnicamente, que comete falhas seguidas, não transmite segurança e tem imensa dificuldade com pênaltis. Desde o Figueirense foram 31 cobranças, ele defendeu apenas uma e nas 10 mais recentes errou o canto em nada menos do que oito.

Sim, o arqueiro Alex não passa sequer perto de fazer uma defesa quando o adversário parte para a bola na marca fatal. E não melhorou, mesmo após semanas de treinamento específico. O erro maior não é dele, mas de quem não buscou alguém mais qualificado antes, após a queda na Libertadores.

As pobres opções rubro-negras na decisão, um goleiro fraco em má fase e outro inexperiente, foram resultado de graves erros de avaliação. E também na condução do departamento de futebol, encabeçado pelo presidente e vice (acumula os cargos), Eduardo Bandeira de Mello.

O Flamengo fracassou na Libertadores, mostrou deficiências de seu elenco, inclusive na meta. Não houve uma avaliação profunda das razões daquela precoce desclassificação, mal testaram Thiago, tampouco buscaram logo outro goleiro. Jogadores mais fracos foram mantidos e o principal dirigente disse que “protege” os criticados, quando deveriam discutir se deveriam ficar.

Ora, os mais criticados são os que jogam mal e, consequentemente, prejudicam o Flamengo. Não por desejarem isso, mas por não terem qualidade o bastante num cenário de maior cobrança devido ao investimento e melhor nível técnico do elenco.

Num ambiente pouco competitivo, de acomodação, os fracassos se somam: eliminação precoce na Libertadores, 18 pontos atrás do líder ao final do turno na Série A, eliminação na Primeira Liga para um time da segunda divisão e agora o vice da Copa do Brasil. E campeão carioca, sim. Mas tanto dinheiro e só isso?

Para Diego aparentemente sim. Em recente entrevista o craque do time disse que a temporada era boa e que a equipe ganhou o Estadual de forma invicta. Verdade. O experiente jogador mostrava ali uma clara falta de sintonia entre o que pensa e se espera do Flamengo, onde é estrela. A falta de fome por vitórias é clara.

Diego vem jogando mal, muito mal. Atuações que teriam repercussão maior não fosse o gol que eliminou o Botafogo, em mais uma partida fraca do camisa 35. Ele é um dos vilões, não pela batida que parou na grande defesa de Fábio, mas pelo fraco futebol, por não chamar o jogo, por não decidir como deveria.

Isso tudo não é coincidência, azar, é em alguns casos incompetência. Eduardo Bandeira de Mello é um homem honesto e tem seus predicados, já deu sua contribuição na presidência e tem mais 15 meses de mandato, mas não ajuda à frente do futebol. Deveria, num gesto de grandeza, se afastar do departamento, para que seja 100% profissional, com metas e cobranças, sem “proteção”.


Veja mais:


Já o Cruzeiro, que até então somara fracassos em outros certames em 2017, foi pragmático e competitivo. A sequência de triunfos contra rivais de peso na Copa do Brasil confirma isso. E tinha goleiro. Tem goleiros, no plural, Fábio e Rafael. São cinco conquistas. Duas em cima do Flamengo,  o maior vice — quatro vezes.

É o novo Rei de Copas!

Fonte: Blog do Mauro Cezar Pereira | espn.com.br

Veja também

  • Já ñ engoli aquela amarelada no BR do ano passado,como haviam muitas desculpas(RZ no inicio de trabalho,viagens,falta de CT…)muitos aceitaram de boa… esse ano a mesma coisa

  • O maior problema para mim é a deterioração de uma cultura que sempre tivemos como identidade, desde a valorização da base até o dna vencedor, vibrante e aguerrido em campo, quando chegávamos em finais e os adversários já sabiam que para nos vencer teriam que lutar muito, e que era quase impossível, porque ninguém nos superava na garra e na força que vinha das arquibancadas.

    Hoje vejo as contas pagas, muito bem, isso é ótimo, sem contar que ser íntegro, honesto e transparente é uma obrigação, e não motivo de bajulação, mas vejo o time sem cobrança, sem comando, com um presidente que dissemina a cultura do conformismo, do protecionismo, falando que protege os perebas como filhos que sofrem bullying, e ainda insulta torcedores que criticam os péssimos protegidos.

    Além disso, o presidente age como um déspota, centralizando o poder, personalizando o clube em torno de si, sem competência para gerir o futebol, dentro e fora do campo, pois além de não cobrar do elenco, ignora uma solução para acolher a massa de torcedores humildes que foi alijada dos estádios, preferindo jogar para menos de 5 mil pagantes com preços absurdos e colocando a culpa em gratuidade.

    A cobrança da torcida não é ameaça, sr. presidente, e deveria ser considerada em primeiríssimo lugar, até porque somos nós que elevamos a marca do Flamengo e contribuímos com a maior receita.

    Sou do tempo em que o Flamengo chegava a uma final e ganhava, com a força da torcida que era chamada de ‘magnética’ contagiando os jogadores que davam a vida em campo e honravam o manto.

    Hoje vejo apenas funcionários acomodados e um presidente frouxo declarando predileção aos perebas apaniguados.

    • Bato palmas para o seu comentario, que eu corroboro cem por cento.

  • Só falou a verdade,representando o que é o Flamengo hoje, que começa pelo presidente e vai até alguns jogadores,é algo bastante lamentável!

  • A partir de agora… Rueda terá que mostrar pra q veio… Antes tinha a copa do Brasil que deixava de fora 4 jogadores… agora não tem mais desculpas e JÁ conhece todos os perebas do time!!

  • Mauro Cezar me representa. Esse sabe de futebol e de Flamengo. Vem apontando os erros a muito tempo. Fala a verdade e na cara. E tem argumento e retórica. As bandeiretes piram!!

  • diretoria têm mudar de postura ou esses mamadores continuaram de barriga cheia sem correr pelo time

  • Agora eu quero ver o desespero pra pontuar no brasileirão,corremos sérios riscos de ficarmos fora da libertadores do ano que vem…bando de come e dorme,a começar pela diretoria!

  • Eo Victor hugo, vai realmente ficar?

  • Todo bom time comeca com um grande goleiro, logo, nosso time da copa do Brasil não era um bom time.

  • Só esqueceu de mencionar o técnico que está dando uma de ZR. Colocar o Rodinei no lugar do Berrio tendo o Vjr que num drible poderia fazer algo diferente é brincadeira.
    Até o lateral do cruzeiro falou depois do jogo que quando saiu o Berrio e entrou o Rodinei ele viu que o Flamengo não queria mais atacar.
    E tem gente que vangloria essa m3rd4 de treinador .

    • Carai, eu entendi o Rueda. O Vini Jr entrou nas últimas 3 partidas, e não conseguiu mostrar futebol. O garoto tem 17 anos, e se entrassem, em algum momento teria que bater os penais. Pra mim foi completamente compreensivel ele colocar o Paquetá, que todos os jogos entra bem, é 4 anos mais velho que o Vini Jr e está com confiança. Espero muito do Vini Jr, mas naquela hora eu seguraria sim uma substituição caso acontecesse algo e teria colocado o Paquetá como ele fez. E se voce for criticar o Rueda, mostra o quão fora de percepção voce está sobre quem reclamar, porque fora o Juan, todos estavam uma pilha de nervos errando tudo que tentavam.

      • não necessariamente precisaria bater penalty, rodinei não bateu e tinha outros caras mais cascudos como rever e para para bater caso fosse nos alternados

      • Mano Menezes e seus jogadores estavam com medo do flamengo!

    • Colocar o Vjr e queimar o moleque?
      Ele fez o certo. Caso entrasse, seria escalado para bater pênalti, se perdesse ele hoje estaria vivendo um verdadeiro inferno na vida dele.

      Criticar o Rueda é demais. Penso que ele merece mais respeito. Não estou dizendo que ele não é passível de críticas, porém pegou o time com a carruagem andando.

      Por causa de torcedores passionais como vc o PV foi mandado embora. Ele era infinitamente superior ao Muralha, porém foi extremamente perseguido pela torcida, que depois reclama que a base não é valorizada. Caso tivéssemos o PV ontem o gol, a probabilidade de sermos campeões na disputa de pênaltis era bem alta, pois ele é exímio pegador de penalidade máxima.

      • têm culpa sim não mexeu com o brio dos atletas ficou paradão so fez substituições perto do fim quando os outros estavam todos displicentes

        • O cara nem sabe falar o idioma ainda como vai mecher com o brio dos atletas? Não dá pra exigir nada dele até 2018. É a consequencia de demitir ZR, O que vier em 2017 é lucro.

          • NÃO SABE O IDIOMA? KKKK SEU PENSAMENTO PEQUENO, MEXER COM BRIO NÃO SIGNIFICA CONVERSAR, OU GRITAR; “CONSEQUENCIA DE DEMITIR?” ENTÃO VOCÊ ACHA QUE COM ZÉ SERÍAMOS CAMPEÕES? OK

          • Talvez, o que o Rueda fez de excepcional ontem? Vale lembrar que muitos aqui diziam agora temos um treinador vencedor,não foi o que vimos ontem.

          • Não, eu não aguentava mais o fdm. Mas tb não esperava que nenhum outro treinador que viesse fosse transformar o time ainda neste ano, muito menos um estrangeiro.

        • Resumindo tudo, foi um Zé Ricardo da vida.

      • Queimar o moleque???? Quando vão entender que ele já está vendido.
        Não existe mais esta de queimar… é botar para jogar.
        Se ele for bem temos mais um bom jogador por alguns meses, se for mal já é do Real Madrid.
        Quanto ao Rueda ele merece criticas pesadas sim, pois sabia que nos pênaltis não teríamos chances e abdicou do ataque ao colocar o Rodinei e substituir com mais de 30 minutos de jogo. Foi covarde, não tentou o tudo ou nada. Passivo.
        Quanto ao PV concordo plenamente. Dispensamos um goleiro razoável para ficar com uma merda.

    • Exatamente, cansei de falar isso.

    • O Berrio jogou mal , como no jogo do botafogo, sendo q naquele jogo a jogada mágica q ele fez ofuscou um pouco. Diante do Cruzeiro além de jogar mal, tomou 2 pancadas duras no mesmo tornozelo. E não achei errado a entrada do Rodin, pq o cruzeiro estava atacado mto por aquele lado e Vj e péssimo na marcação. VJ tb é bom na esquerda. Ele tinha q ter entrado no lugar do Éverton

    • É o mestre Rueda.

  • Espero que façam uma barca grande no final do ano. Gabriel, Muralha, Mancuello, Geuvanio, Conca, Rômulo, Rafael Vaz e Renê.

  • MCP…Chutar cachorro morto é mole amigo…..Alex Roberto foi destaque no Figueirense então não foi erro de avaliação….e depois disso mapeou o mercado e achou Diego Alves só q por causa de uma regra ridícula da CBF q esticou a copa do Brasil para quase mês 10 fecha as inscrições no mês 4…

    • O Diego Alves só veio pelas manifestações da torcida nas redes sociais. Se ele não tivesse se oferecido não teria sido contratado. O próprio Caetano disse na época que não estava atrás de goleiro.

    • Alex estava falhando desde o início do ano e chegamos ao cúmulo de jogar a Libertadores sem sequer testarem o Thiago, o único reserva. Cobrei isso aqui desde o início. E após a saída do PV não houvesse reposição com um goleiro que fizesse sombra para o Alex. Vendo que o problema na meta era recorrente e a torcida pressionava a contratação de um goleiro indiscutível, trouxeram o Diego Alves.

      Mas aí eu pergunto: quando é que o Flamengo vai iniciar um ano com o elenco já montado? Porque toda vez erram na manutenção de jogadores que não podem mais vestir a camisa do clube ou não contratam jogadores para as nossas posições mais carentes e depois tentam recuperar ano após um primeiro semestre ruim.

      A maioria aqui fez festa com Rômulo e Conca, por nome. Eu discordei da contratação dos dois, por terem histórico recente de lesões e, no caso do Rômulo, Ronaldo e Cuellar não haviam sido aproveitados em 2016. Negociaram o Jorge, titular absoluto e em seu auge no Flamengo às vésperas de uma competição internacional, substituindo-o por um estrangeiro o qual nunca tínhamos visto jogar. O Jorge havia chegado à seleção e a tendência era se valorizar ainda mais. Quanto ao Berrío, esse eu nunca havia visto jogar, por isso não critiquei a contratação. Tem se mostrado um jogador útil em algumas situações de jogo. Mas custou muito para o que entrega. Teve o problema dos goleiros e, por fim, a renovação dos perebas que foram protagonistas das nossas principais decepções do ano.

      • Isso sem contar a barração de Donatti pelo panela, que preferiu o vaz , o empréstimo de Ronaldo, do Tiago e o não aproveitamento de Adryan, que embora não fossem craques, são muito melhores que os protegidos do vp banana de melda e do estagiário panela.

    • Mauro Cezar não está chutando cachorro morto……
      Apenas quem é cego não conseguiu perceber a queda de rendimento do Flamengo no final do ano passado. Incluindo TODO o elenco e o tecnico Zé Ruela.
      Quando fomos eliminados da Libertadores com seguidas falhas do Muralha NOVAMENTE não foi feita uma avaliação do elenco.
      Nomes como Mureta, Caramujo, Gabilixo, Vaz deveriam ter sido avaliados e, se possivel, contratados peças que pudessem substitui-los.
      Mas NADA disso foi feito………………………………….
      Deu no que deu.
      Ou voce não acha esquisito o clube não se planejar para jogar uma Copa do Brasil com goleiros do nivel de Mureta, Thiago e Cesar?

    • O cara vem falando a muito tempo. Desde q foi contratado ele contestou o muralha e a saída do PV. Questiona essa diretoria desde muito tempo. É que a verdade é dura mesmo! É ruim de ler e dar o braço a torcer.

  • O pior é ouvir entrevistas dos jogadores do Cruzeiro..todos sem exceção falando que via o MuretA caindo antes de terem cobrado o pênalti…Inacreditável.

    • Mas é verdade, ele caia antes do chute do adversário.

Comentários não são permitidos.