Pracownik explica por que não aceitou cargo de vice-presidente de finanças: “Estava incompatível”

FOTO: VENÊ CASAGRANDE / COLUNA DO FLAMENGO

Rodolfo Landim foi o escolhido por maioria dos sócios do Flamengo para ser o novo presidente do clube no triênio de 2019 a 2021. Nesta segunda-feira (17), o novo mandatário disponibilizou a lista de vice-presidentes em sua gestão, e uma surpresa foi notada. Claudio Pracownik, que era cotado para ser o VP de finanças, não apareceu entre os novos dirigentes. Pracownik, no entanto, explicou o motivo em entrevista exclusiva ao O Globo.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


A governança corporativa que o Landim está criando, a maneira que ele quer trabalhar, estava incompatível. Apoiei ele e continuo apoiando. Mas chegaríamos a um ponto insatisfeitos. Eu me cobraria mais entrega. E ele precisaria de mim de forma mais constante. Entendemos que seria melhor ficar como presidente da Comissão de Finanças do CODE, aceitei o convite. Quero trabalhar pelo bem do clube sem partidarismo. Não gosto de fazer nada pela metade -, explicou.

Claudio Pracownik recebeu o convite de Alcides Antunes, eleito presidente do Conselho Deliberativo representando o grupo de Landim, para presidir a Comissão de Finanças do Conselho Deliberativo do Clube. Já na vice-presidência de finanças, Wallim Vasconcellos foi o escolhido, às pressas, para o cargo. Claudio, por sua vez, elogiou e demonstrou confiança no novo dono da pasta .

O nome escolhido tem todo meu apoio. É uma pessoa da área financeira. Sei que fará um bom trabalho. Vai contar com meu apoio se precisar, estaremos dialogando. Ele seria parte da comissão de finanças. Tem minha confiança -, finalizou.

Veja também

  • Gool

Comentários não são permitidos.