Bandeira de Mello se manifesta após processo movido por conselheiros do Flamengo

FOTO: MARCOS ALVES / AGÊNCIA O GLOBO

Ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello se manifestou na tarde desta segunda-feira (27) após conselheiros do Rubro-Negro emitirem um documento que pode gerar a expulsão do ex-mandatário do quadro social do clube. Em conversa com o jornalista Renan Moura, da Rádio Globo, Bandeira preferiu não se pronunciar diretamente sobre o assunto.

Tomei conhecimento desse assunto através de vocês da imprensa. Como eu não sei a consequência que o processo vai ter dentro do clube, acho que não faz sentido eu me pronunciar. Quanto ao mérito da questão, eu acho que já ficou bem claro para todo mundo que o que eu disse e apresentei provas foi que os meninos já estavam ocupando as instalações novas em dezembro de 2018, por ocasião das finais da Copa do Brasil Sub-17. Nosso planejamento, de conhecimento público, não previa que eles voltassem aos módulos habitacionais onde aconteceu o incêndio -, disse o ex-presidente, prosseguindo:

Isso não representa qualquer juízo de valor em relação às condições de segurança do alojamento, que eram adequadas, assim como a de várias instalações no Brasil e no exterior, e também não representa qualquer acusação ou ofensa a quem quer que seja. Nessa questão da tragédia no Ninho, a gente deve focar sempre na dor das famílias que perderam as crianças, isso se sobrepõe a qualquer questão de natureza pessoal e política.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


ENTENDA O CASO:

Na última segunda-feira (20), Bandeira de Mello concedeu entrevista ao jornalista Jorge Nicola afirmando que “se eu ainda fosse presidente, tenho quase certeza que não teria acontecido o incêndio”. Logo depois, o Flamengo emitiu um comunicado para rebater as declarações do ex-presidente e, nesta segunda (27), conselheiros oficializaram um pedido ao Conselho de Administração do Fla que pode resultar na expulsão de Bandeira do quadro social do clube.

Se eu ainda fosse presidente, tenho quase certeza que não teria acontecido o incêndio. O que aconteceu ali, eu já não estava mais lá, e sinceramente não sei qual foi a causa. Mas espero que o MP chegue à verdade. Porque é muito desagradável ter inocentes sendo acusados de maneira totalmente injusta. Um deles sou eu -, disse Bandeira, na ocasião.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Estando ou não estando no quadro de sócio do FLA, você será e ninguém jamais tirará o seu título de melhor presidente da história do Flamengo, siga em frente, deixe essa merda de lado siga em paz.

  • As pessoas públicas que ganham notoriedade, deveriam contratar assessores de
    imprensa que sejam excelentes profissionais, e mais do que isso, as pessoas públicas
    deveriam ouvir e seguir seus assessores, porque não é possível que no universo de
    família e amigos do Bandeira, não tenha ninguém que fale pra ele que quanto mais
    MEXER NA LAMA, mais ele joga lama no nome do flamengo e no dele próprio.

  • BANDEIRA CANALHA DE MELO, VAI SE FODER!!! RECONHEÇO SEU ÓTIMO TRABALHO, MAS ASSIM COMO SERGIO MORO, NÃO É PORQUE VOCÊ FEZ UM BOM TRABALHO QUE NÃO COMETE ERROS. ALIÁS, ERROS INFANTIS… VOCÊ FALOU MERDA SIM, FOI UMA ATITUDE RIDÍCULA E DEVERIA SE DESCULPAR COM AQUELES QUE SÃO OS VERDADEIROS HERÓIS DESSE NOVO FLAMENGO, OS IDEALIZADORES DA CHAPA AZUL.

  • Mantenha -se firme, o Sr. Tá certo, o que tá acontecendo é guerra política, eles sabem que o Sr fez um ótimo trabalho.