Exclusivo: Sócios do Flamengo se dizem ‘traídos’ por Landim e queimam camisas da Chapa Roxa; veja vídeo

POR TULIO RODRIGUES E HIGOR NEVES

IMAGEM: REPRODUÇÃO

Na última quinta-feira (27), o Flamengo anunciou um reajuste de 165% no valor do plano de sócios off-Rio do clube. A partir de agora, aqueles que pagavam R$ 64,00 mensais, precisarão desembolsar R$ 170,00 para manter o compromisso com o Rubro-Negro. O aviso, enviado por e-mail aos sócios do clube, gerou revolta em diversas embaixadas e também entre torcedores. Em tom de protesto, membros que apoiaram Rodolfo Landim e seu grupo nas eleições presidenciais – realizadas no fim de 2018 – queimaram camisas da Chapa Roxa.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Desde que a direção divulgou o comunicado, Embaixadas e Consulados do Flamengo começaram a se manifestar de maneira contrária à decisão. Inclusive, não foram poucos os casos de desligamento do projeto. Alguns exemplos são Fla-Campos, a Fla-Macaé e a Fla USA, que anunciaram o boicote ao projeto ainda durante a semana.

O vice-presidente de Embaixadas e Consulados, Maurício Gomes de Mattos, passou a trabalhar juntos aos embaixadores e consules para evitar maior debandada. Vale destacar que, na votação que determinou o aumento, Mauricio teve posicionamento contrário à mudança, mas acabou vencido – como informado em primeira mão pela reportagem do Coluna do Fla. Nos últimos dias, o dirigente chegou a participar de uma reunião em vídeo com os torcedores Off-Rio, tentando costurar as pontas.

No mesmo dia, grupos políticos do Flamengo se posicionaram em forma de repúdio: Flamengo sem fronteiras, Sócios pelo Flamengo, Flamengo da Gente e Fla+, foram os primeiros a se manifestarem. Na manhã deste sábado (29), os mesmos realizaram novo pronunciamento, ratificando a posição.

 

Em meio a este cenário, o grupo Flafut, apoiador da gestão atual, também se posicionou. Eles revelaram um encontro com o presidente Rodolfo Landim, no qual discutiram o aumento. Vale destacar que o Flafut faria parte da nota em conjunto com os demais, mas desistiu pouco antes de o comunicado ser divulgado.

Internamente, já há um pedido formal no Conselho de Administração para cancelar o reajuste da categoria Off Rio.

Veja também

  • Bernardo, quando eu falo que a diretoria do flamengo está envolvida com política eu estou falando a verdade pois para quem entende sabe muito bem que o futebol e a política hoje andam juntos, menos para torcedor desenformado e que pelo jeito é defensor de bandidos, quando vc responder a um irmão torcedor do flamengo tenha mais respeito e educação.

  • Muito triste a falta de respeito com o torcedor do flamengo off rio, traiçao covardes

  • Landin está pensando que todos os torcedores são donos de petrolifera.

  • FAZEMOS DESBLOQUEIIO DOS CANAIS PREMIERE, TELECINE, HBO, COMBATE E CANAIS ADULTOS PARA ASSINANTES DE TV POR ASSINATURA DE QUALQUER LUGAR DO BRASIL E TAMBEM REDUZIMOS O VALOR DA FATURA.
    SÓ PAGA DEPOIS QUE O SERVIÇO FOR FEITO.
    WHATSAP 11.957540287

  • Acredito que essa mudança foi a causa fundamental para uma possível derrota da diretoria atual nas próximas eleições do clube. Os títulos conquistados falam alto, mas a queda de profissionalismo dentro do Flamengo é evidente. A diretoria anterior teve sua derrocada no momento que o Eduardo Bandeira passou a dar muito espaço para seu grupo político, a Só Fla, que notoriamente não mantinha o nível nos cargos que ocupavam. A diretoria atual segue o caminho. O torcedor não esquece o motivo de eleição da chapa azul em 2012. Não era pelo Bandeira, não era pelo Bap, não era pelo Wallin, era pelo Flamengo, pelo profissionalismo do clube! Se assim continuar, nós torcedores cobraremos mudanças, e cobraremos nas urnas como fizemos com o Bandeira.

  • Estamos falando de futebol e o idiota vem com comentários sobre política. Tncool

  • Landim, apoiamos sua gestão no embate contra a toda poderosa Globo que usou de forma covarde as vítimas fatais do incêndio no Ninho para mover uma campanha vergonhosa contra o Flamengo porque é injusto o Mengão receber a mesma cota que os outros 3 clubes considerados grandes já que nossa torcida é que garante o lucro dessa emissora no campeonato carioca. Apoiamos sua iniciativa de buscar as autoridades para a volta do futebol em um ambiente seguro, quando a imprensa demagogicamente o criticava porque queria usar o futebol como bode expiatório pelos problemas estruturais do Brasil no combate à pandemia. Mas, agora, Vossa Senhoria agiu de forma totalmente equivocada. A maior parte da torcida do Mengão mora fora do Rio de Janeiro (somos 42 milhões de torcedores enquanto o estado do Rio de Janeiro tem menos de 20 milhões de habitantes). Os residentes fora do Rio de Janeiro que amam o Flamengo já compram o pay-per-view para acompanhar o Mais Querido porque não podem frequentar o Maracanã. Eles não frequentam as dependências do clubes. O mínimo que deve ser feito é permitir que eles continuem colaborando com o clube, na medida de sua condição financeira, sendo sócio off-Rio. Aja com bom senso. Com a crise técnica e tática que vivemos dentro do campo, não é hora de nos dividir afastando os não-cariocas do clube.

  • Vocês esperavam o que? De uma diretoria que se une ao Bolsonaro??????

Comentários não são permitidos.