100% atualizado! Após caso Gerson, Bomba Patch anuncia que vai remover atletas que praticaram racismo do jogo

No último domingo (20), um assunto sério tomou conta das notícias por todo Brasil e mundo. Durante a partida entre Flamengo e Bahia, o meia Gerson relatou que sofreu injúria racial pelo atleta Ramirez, do time baiano. Após o episódio, um dos jogos mais populares do Brasil, o Bomba Patch demonstrou apoio ao jogador e anunciou que removerá atletas racistas das novas versões.

No twitter, a conta oficial do game prestou solidariedade ao meia do Flamengo com a seguinte mensagem:“Não ao racismo! Força Gerson! Todo jogador que cometer atos de racismo, será retirado do Bomba Patch! #NÃOAORACISMO.” O jogo se destaca pelo seu posicionamento em causas importantes. Recentemente, por conta da pandemia da Covid-19, o Bomba Patch colocou os jogadores de máscara para representar o período difícil que vivemos.

CONFIRA A PUBLICAÇÃO OFICIAL:

De acordo com o jornalista Venê Casagrande, o meia Gerson já assinou a intimação para prestar depoimento contra a declaração de Ramírez na manhã desta terça-feira (22), na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi).

Enquanto o caso não for resolvido na justiça, Indio Ramírez, colombiano que foi acusado de realizar o ato de racismo, seguirá afastado das atividades do Bahia. Após a partida, o clube emitiu uma nota reforçando a necessidade de aguardar confirmações sobre o ato racial, mas de qualquer forma suspendeu as obrigações do jogador com a equipe profissional.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *