Ídolo do Flamengo, Marquinhos traz mensagem de reflexão para 2021: “Esperança e fé por dias melhores”

FOTO: MARCOS LIMONTI

O ano de 2021 chegou, e a esperança por dias melhores também. Depois de um 2020 complicado, marcado pela pandemia do novo coronavírus e por muitas mortes causadas pelo doença, a expectativa é de um novo tempo, com mais saúde e paz.

Destaque e ídolo do Flamengo no basquete, Marquinhos, através de suas redes sociais, publicou mensagem de reflexão, trazendo uma retrospectiva do ano que passou e destacando os momentos difíceis vividos. No fim, desejou um 2021 de recomeço.

CONFIRA O TEXTO DE MARQUINHOS NA ÍNTEGRA
“Um ano que começamos cheios de sonhos, desejos, objetivos a serem alcançados, mas que, depois de dois meses e meio, nos vimos diante de um cenário nunca vivido antes. Um capítulo da história mundial começava a ser escrito com esse vírus que tirou a vida de milhares de pessoas ao redor do mundo e que infectou tantas outras. O mundo parou, nossa liberdade deu um pause, nossa rotina mudou, e como mudou. Dias intermináveis, presos em casa, mas dias também de muita reflexão, oração e novas descobertas. Abraços e beijos ficaram de lado, poucos sorrisos e, agora, atrás das máscaras, mas que continuemos com a esperança e fé por dias melhores. Que 2021 seja mais leve, de paz, de cura, muita saúde e felicidade. Um ano de recomeço nos mais diversos sentidos.”


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Vale destacar que em novembro, o ala testou positivo para a Covid-19 e perdeu algumas partidas do Fla no NBB (Novo Basquete Brasil). Além dele, outros atletas do FlaBasquete como: Leo Demetrio, Jhonatan Luz, Pedro Nunes (atualmente no Corinthians), Olivinha e Ruan Miranda, também contraíram o vírus.

Idolatrado pela Nação Rubro-Negra nos ginásios, Marquinhos segue firme com o Orgulho da Nação em busca de títulos nesta temporada. Segundo colocado do NBB, com 13 vitórias em 15 jogos, o Mais Querido tem um aproveitamento de 86,7% na liga até o momento. O ala tem médias de 10.7 pontos por partida, 4.7 rebotes e 2.7 assistências.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *