Ceni reduz deficiências deixadas por Dome, alcança aproveitamento de campeão e chega em alta para jogo decisivo

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Por: Guilherme Calvano

No último domingo (21), pela 36ª rodada, o Flamengo venceu o Corinthians, por 2 a 1, no Maracanã. A vitória sobre a equipe paulista marcou o 16º jogo de Rogério Ceni à frente do Rubro-Negro no Campeonato Brasileiro. Com os bons resultados recentes, o ex-goleiro já acumula números melhores que os de seu antecessor, Domènec Torrent, na competição de pontos corridos.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Dome soma dois pontos a mais que Ceni, apesar do ex-goleiro ter dirigido a equipe em menos jogos que o catalão. Em suma, Rogério teve 48 pontos em jogo, já o ex-auxiliar de Guardiola 60. Contudo, com mais uma vitória, o atual técnico do Mais Querido já terá pontuado mais que Torrent.

O número de triunfos no Brasileirão já é o mesmo com Rogério Ceni, que por sua vez empatou e perdeu menos. Falando de bola na rede, mesmo com 16 partidas contra 20 do catalão, o Flamengo de Ceni está a somente um gol dos 33 tentos obtidos com Domènec no comando do clube da Gávea.

Se atendo para o quesito ‘saldo de gols’ no Brasileirão, o ex-goleiro também leva a melhor no comparativo. Isso porque, com Dome, era de apenas quatro. Já com o ex-goleiro, está em 16. A discrepância nos números se dá muito por conta da fragilidade do sistema defensivo flamenguista comandado por Domènec Torrent. Quando o espanhol saiu, o Rubro-Negro tinha a segunda pior defesa da Série A (29 gols sofridos), na frente apenas do Goiás, com 38 tentos sofridos na época.

No aproveitamento no torneio nacional, o Flamengo também melhorou, e muito, saltando de pouco mais de 58% (com Domènec) para quase 70% (com Rogério). A estatística é de time campeão, já que levando em conta um Campeonato Brasileiro completo, a porcentagem (69,7%) dá aproximadamente 78 pontos. Todo time que alcançou tal pontuação, conseguiu levantar o caneco.

Os números citados na matéria evidenciam a dificuldade que o catalão tinha em fazer do Mais Querido um time homogêneo, isto é, regular tanto na defesa quanto no ataque. As goleadas sofridas nos últimos jogos em que comandou a equipe, para São Paulo (4 x 1) e Atletico-MG (4 x 0), fizeram com que Dome não aguentasse a pressão e fosse demitido do cargo.

COMPARATIVO DOMÉNEC X CENI (BRASILEIRÃO)
Domènec Torrent
20 jogos
10 vitórias
5 empates
5 derrotas
33 gols feitos
29 gols sofridos
58,3% de aproveitamento

Rogério Ceni
16 jogos
10 vitórias
3 empates
3 derrotas
32 gols feitos
16 gols sofridos
69,7% de aproveitamento


Após a saída de Domènec, Rogério chegou, demorou um pouco a engrenar, mas parece ter se encontrado no Flamengo. O atual treinador vai não só melhorando o desempenho do time, bem como conseguindo os resultados positivos, que é o mais importante nesta reta final de Brasileirão.

Com 68 pontos ganhos, um atrás do líder Internacional, o Mais Querido terá parada dura neste domingo (21), às 16h (horário de Brasília). Pela 37ª rodada (penúltima), o Mengo recebe o próprio Inter, no Maracanã, em jogo com clima de decisão. Caso vença o Colorado, o clube da Gávea assumirá a ponta da tabela a um jogo do fim do campeonato.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *