Com assistência contra o Corinthians, Arrascaeta acirra briga pela liderança do ranking no Brasileirão

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

No último domingo (14), o Flamengo venceu o Corinthians por 2 a 1 e manteve firmes as chances de título brasileiro. Com a vitória do Internacional, o Mais Querido não conseguiu assumir a liderança, mas o confronto direto pode resolver. Um dos melhores do Fla na partida, Arrascaeta teve excelente nível e deu a assistência para o primeiro tento rubro-negro, marcado por Willian Arão. Dessa forma, o uruguaio acirrou a briga pela ponta do ranking.

Por certo, Arrascaeta é um dos jogadores mais criativos do Brasileirão. Com grandes passes, o meia figura entre os atletas que mais criaram chances claras na competição, embora os atacantes do Fla desperdicem a maioria delas. O cruzamento para Willian Arão foi a oitava assistência do uruguaio no certame e, agora, o camisa 14 está a uma de igualar a melhor marca do campeonato, que pertence à Vina, do Ceará.

CONFIRA O RANKING DE ASSISTÊNCIAS DO BRASILEIRÃO:

Vina – 9 assistências
Arrascaeta – 8 assistências
Keno – 7 assistências
Guilherme Arana – 7 assistências
Bruno Henrique – 6 assistências

No entanto, o momento de Arrascaeta preocupa a Nação Rubro-Negra. Isso porque, no segundo tempo do duelo contra o Corinthians, o meia saiu com dores no tornozelo. Apesar disso, o técnico Rogério Ceni saiu em defesa de seus atletas, departamento médico, e comentou que as possíveis lesões não devem ser um problema. Vale lembrar que, além do uruguaio, Gabigol também foi substituído com dores no joelho, mas entra na mesma fala do comandante do Fla.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Com Arrascaeta em cheque, o técnico Rogério Ceni terá a semana completa de trabalho e, dessa forma, ainda não definiu a equipe que enfrentará o Internacional. O Flamengo encara o Colorado neste domingo (21), às 16h (horário de Brasília), no Maracanã. A partida contará com exibição da TV Globo, mas o Coluna do Fla traz a transmissão mais rubro-negra da internet, no YouTube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *