Conselho de Administração do Flamengo arquiva processo contra Marcos Braz

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

O processo contra o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, acusado de utilizar o clube como “trampolim político” nas eleições municipais do Rio de Janeiro, em 2020, foi arquivado. A decisão partiu do presidente do Conselho de Administração rubro-negro, Bernardo Amaral. A informação foi inicialmente publicada pelo “UOL”. Lembrando que o dirigente foi eleito vereador com 40.938 votos.

A solicitação de investigação havia sido proposta pelo sócio proprietário e candidato derrotado nas eleições do Rubro-Negro em 2018, José Carlos Isidro Pereira, mais conhecido como ‘Peruano’ dentro do clube.

De acordo com a denúncia, Braz teria utilizado as cores rubro-negras e dizeres que remetem ao Flamengo. Além disso, o vice-presidente de futebol é acusado de aliciar funcionários pedindo votos nas dependências do clube durante sua campanha eleitoral.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Na decisão protocolada, o presidente do Conselho de Administração garante que os elementos trazidos pela Comissão Provisória de Inquérito não são suficientes para dar prosseguimento à denúncia. Bernardo Amaral ressalta ainda que a própria CPI recomendou o arquivamento do processo.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *