Prefeito de Duque de Caxias oferece Vila Olímpica do município para receber jogos oficiais da CBF

FOTO: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE DUQUE DE CAXIAS

Em meio ao agravamento da pandemia do novo coronavírus no Brasil e as especulações sobre uma possível paralisação do futebol no país, o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, ofereceu à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) todo o complexo da Vila Olímpica do município para receber jogos do Brasileirão, Copa do Brasil e Carioca.

Reformada em 2020, a Vila Olímpica conta com o maior campo de futebol de grama sintética do Brasil, feito em padrões oficiais. Além disso, possui em seu espaço pista de atletismo, ginásio poliesportivo, quadras externas de tênis, vôlei e basquete, academia de ginástica e iluminação para competições noturnas.

Em virtude das medidas restritivas anunciadas na capital carioca, entre elas a paralisação das atividades esportivas na cidade entre esta sexta-feira (26) e o dia 04 de abril, o prefeito colocou à disposição da CBF e de federações esportivas, como a FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), o complexo da Vila Olímpica. A ajuda oferecida por Washington visa a não interrupção dos campeonatos em andamento.

Com o decreto do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, o Flamengo se viu obrigado a sair da capital para jogar a sétima rodada da Taça Guanabara. Diante deste cenário, o Rubro-Negro escolheu o Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, como palco para enfrentar o Bangu, na próxima quarta-feira (31).


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Antes disso, contudo, o Mengo joga mais duas partidas pelo Estadual. Nesta quarta (24), o Mais Querido enfrenta o Botafogo (quinta rodada), no Nilton Santos, às 21h35 (horário de Brasília). Já no sábado (27), visita o Boavista (sexta rodada), no Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *