Dirigente do Flamengo explica relação do clube com a CBF e cita conflitos

FOTO: DIVULGAÇÃO

O vice-presidente de relações externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista (BAP), concedeu entrevista ao jornalista Venê Casagrande, na noite desta quarta-feira (14). Entre os diversos assuntos tratados sobre o clube, o dirigente revelou boa relação do Mais Querido com o CBF, apesar de alguns conflitos.

– Não acho que a gente tem uma relação ruim com a CBF. Sábado passado, em Brasília, nós jantamos com o Caboclo (presidente da CBF), com representantes das federações do Rio e de São Paulo, com o Maurício Galiote (presidente do Palmeiras), foi como uma conversa entre amigos, que não necessariamente concordam com tudo. Então, não acho que temos um relação ruim.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Questionado sobre o novo limite na troca de treinadores no Campeonato Brasileiro, Bap explicou a discordância do Flamengo diante da imposição da CBF. Segundo ele, a entidade se intromete onde não deveria.

– A CBF tem um monte de assunto para tratar do que se meter na soberania dos clubes. Se eu quero mandar dez vezes um treinador embora é um problema meu. Eu vou esculhambar o clube, mas, no nosso ponto de vista, não faz nenhum sentido a CBF se intrometer em assuntos que nós entendemos serem de dentro do clube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *