Após prejuízo em 2020, Flamengo tem lucro em primeiro trimestre de 2021

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

Ao longo dos últimos anos, o Flamengo se reestruturou administrativamente e passou a ser um dos clubes de maior receita do futebol nacional. No entanto, a pandemia da Covid-19 atingiu o Rubro-Negro, que teve déficit de R$ 106 milhões em 2020. No primeiro trimestre de 2021, contudo, as coisas foram diferentes, e o Fla conseguiu ter superávit financeiro.

Em balanço divulgado pelo Flamengo, o Rubro-Negro teve lucro de R$ 4 milhões no primeiro trimestre. O clube carioca arrecadou R$ 210 milhões neste período. Entre as receitas mais relevantes, estão R$ 52 milhões recebidos em vendas de jogadores, o que ajudou o Mais Querido a dar uma ‘respirada‘ nas finanças, pelo menos por enquanto.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


No primeiro trimestre de 2020, o último antes da pandemia da Covid-19 – que afetou bilheteria e sócio-torcedor -, o Flamengo arrecadou R$ 259 milhões. Porém, devido ao novo coronavírus, as receitas foram brutalmente atingidas, e o Rubro-Negro busca novas formas de arrecadação para se manter em superávit ao longo desta temporada.

Se fora de campo os dirigentes precisam quebrar a cabeça para se manter com lucro nas finanças, dentro dos gramados o time vai muito bem e flui naturalmente. Não à toa, a equipe venceu por 3 a 2 o LDU, nesta terça (04), em plena altitude de quase três mil metros de Quito, no Equador, pela Libertadores da América.

O foco agora passa a ser a semifinal do Campeonato Carioca. Após vencer a primeira partida por 3 a 0, o Flamengo volta a encarar o Volta Redonda, no próximo sábado (08), pelo segundo e decisivo confronto da atual fase do Estadual. O embate terá início às 21h05 (horário de Brasília), no Maracanã, e o time busca manter o bom momento vivido dentro de campo.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ôh noticiazinha para enganar otário. Ainda tem que pagar as parcelas do Pedro, Gabigol e Gerson!