Gabriel Batista revela como aperfeiçoou ‘jogo com os pés’ e aponta referências da posição

Nos últimos jogos, o Flamengo demonstrou estar bem servido de goleiro. Além do titular Diego Alves, as joias Hugo Souza e Gabriel Batista corresponderam às expectativas quando solicitados. Gabriel foi titular nos dois últimos jogos, diante de Volta Redonda e Unión La Calera, e mostrou uma característica peculiar: o bom recurso com os pés, ajudando assim na saída de bola rubro-negra. Em entrevista ao GE, o arqueiro revelou como aperfeiçoou o quesito.

 

 

Eu jogava muito salão, no 5 de Julho em Niterói, vem daí meu jogo com os pés. Sempre digo que o meu padrasto, Marquinhos, sempre me cobrou muito isso, de ter coragem e personalidade para jogar com os pés, que eu tinha uma habilidade para isso. Quem me ensinou a bater na bola foi meu pai -, disse o goleiro.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Diego Alves é um goleiro que tem boa saída com os pés, sendo o responsável por atuar como uma espécie de ‘líbero‘ na saída de bola do time. Entretanto, outros arqueiros pelo mundo se destacam com essa característica peculiar. Por isso, ao ser questionado, Gabriel Batista não se esquivou e apontou dois atletas da posição que considera como referências.

Sobre as referências, eu tenho dois goleiros que me inspiram muito nesse quesito, que é o Ter Stegen, do Barcelona, que pra mim é o melhor do mundo com os pés, e o Ederson, do Manchester City, que no último jogo contra o PSG, inclusive, começou a jogada do gol. Então são esses dois goleiros que me inspiram bastante -, concluiu o goleiro.

Gabriel Batista vive a expectativa de ser titular novamente na meta rubro-negra. Dessa vez, na final contra o Fluminense, neste sábado (15). O duelo terá início às 21h05 (horário de Brasília), no Maracanã. Diego Alves voltou a treinar em campo, mas a confirmação da utilização ou não do camisa 1 sairá após a atividade desta sexta-feira (14). Caso o experiente goleiro não fique à disposição, o jovem atleta deve ser utilizado como titular pela terceira vez seguida.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *