VP de Marketing do Flamengo comemora 500 mil contas abertas do Nação BRB Fla: “Marca impressionante”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Na última terça-feira (04), o Nação BRB Fla, banco digital do BRB em parceria com o Flamengo, bateu a marca de 500 mil contas abertas. A velocidade do crescimento chama atenção e foi festejada por Gustavo Oliveira, vice-presidente de Marketing do Rubro-Negro.

A maior torcida do mundo continua dando um show. Há menos de 15 dias tínhamos atingido 400 mil contas e hoje chegamos à impressionante marca de 500 mil novas contas abertas. Nosso muito obrigado à Nação Rubro-Negra, que continua apoiando o Flamengo e aproveitando, cada vez mais, os serviços de alta qualidade oferecidos pelo Banco Nação BRB Fla.

Em suma, o banco digital já está presente em 4.389 municípios brasileiros, e em 39 países, espalhados por todos os continentes. Dentre os produtos e serviços ofertados pelo Nação BRB Fla, destaque para seis diferentes tipos de cartões de crédito, seguro e até uma plataforma de investimento exclusiva, advinda de parceria com a Genial.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Outro ponto diferencial do Nação BRB Fla é a plataforma de relacionamento + Mengão, para resgate e troca de pontos adquiridos por produtos e serviços. Seguro para acidentes pessoais com descontos em medicamentos, orientação médica por videochamada 24h por dia, cheque especial e crédito pessoal, Pix, e acesso à sala BRB Vip Club no aeroporto de Brasília são outros benefícios do banco digital do Mais Querido.

Veja também

  • Atingiu 500 mil contas que geraram 0,00 para o clube, que somente lucrará se as contas forem rentabilizadas, ou seja o torcedor tem que utilizar as contas, adquirir produtos, etc. Enquanto isto, o programa sócio torcedor que injeta “dinheiro na veia”, (o que o clube arrecada, não divide com ninguém), está desabando a cada mês, e atingiu um patamar semelhante a 2013(56 mil) quando o clube tinha um timeco e estava em fase de recuperação e estruturação financeira. não entendo porque o programa sócio torcedor é desprezado e elitizado, vinculado apenas a venda de ingressos que tão cedo não acontecerá.

Comentários não são permitidos.