CBF quer padronização de uniformes para Campeonato Brasileiro; veja projeção da mudança no Manto Sagrado

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Em reunião virtual realizada no dia 11 deste mês, a CBF apresentou aos clubes um projeto de padronização de números e nomes nas camisas das equipes. Inicialmente, a medida não é obrigatória, mas já passa a valer a partir desta temporada. O Flamengo foi contra a ideia e na estreia contra o Palmeiras utilizou os padrões de sua fornecedora de material. O Ceará utilizou os layouts na vitória sobre o Grêmio neste domingo (30).


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


VEJA OS LAYOUTS PADRONIZADOS NO UNIFORME DO CEARÁ:

O designer do Coluna do Fla, Vinícius Soares, fez uma projeção com o layout da camisa do Ceará no Manto Sagrado deste ano. O número aplicado ao uniforme Rubro-Negro teria além do escudo do clube e da CBF, a marca da TIM, empresa de telefonia que patrocina o Mais Querido. Cabe ressaltar que enquanto não for obrigatório, a direção deve optar por utilizar na temporada os padrões da Adidas.

CONFIRA NA IMAGEM ABAIXO:

REPRODUÇÃO: VINÍCIUS SOARES COLUNA DO FLA (FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO)

Manoel Flores, diretor de competições da CBF, prevê uma regra futura para a competição nacional, que obrigaria aos clubes utilizar seus modelos, algo semelhante ao que ocorre na Champions League e Premier League, por exemplo. Na reunião do dia 11, que contou com representantes dos setores de marketing das equipes, a entidade se propôs a disponibilizar os nomes e números padronizados, de forma gratuita, com uma empresa específica, caso seja do interesse da agremiação.

Enquanto isso, o elenco do Flamengo tem a semana livre para se preparar para o primeiro duelo pela terceira fase da Copa do Brasil, contra o Coritiba, no Couto Pereira, às 21:30 (horário de Brasília), no dia 10 de junho. Já o departamento de futebol do Rubro-Negro fica de olho no sorteio das oitavas de final da Libertadores que será realizado nesta terça (01), às 12:30 (horário de Brasília), com transmissão do Coluna do Fla.

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • A padronização faz sentido, melhora a leitura e consequentemente a identificação dos jogadores durante as transmissões, e por isso é utilizada em grandes ligas ao redor do mundo, não só de futebol. Dito isso, essa fonte da CBF é bem feinha, poderia ser mais agradável.