Dirigente do Flamengo quebra o silêncio e justifica saída de ídolo Marquinhos

FOTO: HELENA PETRY/ FLAMENGO

Campeão de tudo que disputou em 2021, o Flamengo chega forte novamente para a próxima temporada, mas com perdas significativas. A principal delas foi a saída do ídolo Marquinhos, que deixou o clube após oito anos de títulos e muita história no Mais Querido. Em entrevista ao portal “Garrafão Rubro-Negro”, o diretor executivo de esportes olímpicos do Clube da Gávea, Marcelo Vido, justificou a saída do jogador e revelou imbróglio que impediu a renovação contratual.

– Inicialmente, acredito que ganhando ou perdendo sempre temos que realizar algumas modificações e, logicamente, nas novas proposta táticas que serão implementadas pela área técnica acompanhando as tendências do basquete moderno e na montagem da equipe em seus próximos desafios. Perdemos uma das nossas maiores estrelas nesse período de oito anos que foi o Marquinhos.

– Não chegamos a um acordo contratual e não foi possível a renovação. O Marquinhos foi muito importante nesse período vencedor do CRF, mas também acredito que o clube foi muito importante para ele. É uma via de mão dupla. Agradeço muito pelo que ele fez pelo Flamengo.  Será um eterno ídolo rubro-negro. Tivemos outras perdas, mas com o trabalho de mapeamento do mercado realizado pelo Diego Jeleilate e Gustavo de Conti conseguimos excelentes atletas para a temporada 21/22.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Vale lembrar que, além de Marquinhos, o Flamengo não contará com Rafael Hettsheimeir, Jhonatan Luz e Chuzito para a próxima temporada. Por outro lado, a diretoria rubro-negra não ficou parada no mercado e já anunciou três reforços, são eles: o ala norte-americano Brandon Robinson, o ala-pivô americano Dar Tucker e os pivôs brasileiros Vitor Faverani e JP Batista.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *