Landim garante não se opor à realização da Copa América no Brasil, mas reforça pedido por paralisação do Brasileirão

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

O Flamengo segue firme tentando fazer com que a CBF paralise o Campeonato Brasileiro durante a Copa América. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o presidente do Rubro-Negro, Rodolfo Landim garantiu não se opor a realização do torneio no Brasil, visto que confia nos protocolos de segurança. Porém, o mandatário reforçou que sua maior preocupação é com os diversos desfalques dos clubes, sobretudo do Mais Querido.

Não vejo diferença entre as competições nacionais e a Libertadores que tem os protocolos que estão sendo respeitados. Minha preocupação é com o impacto que causa nos clubes. Nós tivemos oito jogadores convocados para as eliminatórias. Existe um risco desses atletas serem chamados de novo para a Copa América e perdemos eles por 40 dias. É preciso um equilíbrio nas disputas e não é possível quando um elenco fica muito desfalcado e o outro está completo -, disse antes de completar:

Na Copa América de 2019, nós tivemos a paralisação das competições nacionais, mas isso não ocorre esse ano. E a gente ainda pode perder nosso mando de campo. Sinceramente, deveríamos suspender o Brasileiro, por questão de isonomia. Tive uma conversa com o Caboclo ontem à noite e espero que hoje as coisas evoluam para melhor. Terminamos nosso campeonato esse ano no final de fevereiro. Por que não adiar em um mês o término do campeonato desse ano? -, questionou Landim.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Gabigol, Rodrigo Caio, Éverton Ribeiro, Isla e Arrascaeta foram convocados para jogos das Eliminatórias e a tendência é que sejam chamados para a Copa América. Além do quinteto, Gerson e Pedro integram a Seleção Olímpica.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Temos um presidente bolsonarista que coloca o Flamengo ao dispor desse governo genocida. O Landim já sabe que morreram mais de 465000 brasileiros? O que a ciência explica é que nem o campeonato Brasileiro deveria funcionar, pois o que vemos nos estádios hoje são mais 1000 pessoas se aglomerando. E tem mais o Flamengo ainda vai cuidar dos custos do Maracanã, se duvidar. Acho que a Nação Rubro Negra, comandada pelas torcidas organizadas, deveria fundar um time de futebol com o nome Flamengo Brasil, começar lá da 4ª ou 5ª divisão começar treinando na várzea, e pouco a pouco ir construindo seu CT e seu estádio, e deixar esse Flamengo para elite que comanda hoje o Flamengo. Sou pelo Flamengo Brasil Futebol Clube. FBFC. e pedir a todos sócios torcedores a serem sícos desse novo clube. Essa é minha opinião, em 5 anos estaremos na primeira divisão.