Campeão Mundial pela Seleção se assusta com atuação do Flamengo em estreia de Renato Gaúcho

FOTO: DIVULGAÇÃO/CONMEBOL

Com estilo de jogo atípico, o Flamengo sofreu contra o Defensa y Justicia, mas venceu por 1 a 0, na Argentina, e abriu vantagem no confronto das oitavas de final da Libertadores. Apesar do bom resultado fora de casa, o comportamento ‘retranqueiro’ do Rubro-Negro não agradou o ex-jogador e campeão do mundo, Tostão, que se disse ‘assustado’ com a atuação do Mais Querido.

Houve uma descaracterização total do Flamengo. De um time que domina o jogo, domina a bola, chuta mais a gol, pressiona adversário. Foi justamente o contrário. O Flamengo ficou lá atrás – afirmou Tostão à Rádio Bandeirantes.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


Vale lembrar que, logo em sua estreia pelo Flamengo, Renato Gaúcho não contou com algumas das principais peças do time. Arão, Diego Ribas, Bruno Henrique e Rodrigo Caio foram desfalques. O Mais Querido, agora, trabalha para ter todos à disposição na próxima quarta (21), no jogo de volta contra o Defensa y Justicia.

Antes disso, o Flamengo vira a chave e encara o Bahia, no Estádio Pituaçu, pelo Brasileirão. O jogo será disputado às 18h15 (horário de Brasília). Para o duelo, Diego Ribas e Arão podem ser novidade na equipe rubro-negra. Já Bruno Henrique e Rodrigo Caio estão fora e tentam voltar no meio de semana contra o Defensa.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Texto certamente tendencioso e limitado. Pretensos comentaristas, alguns que se dizem profissionais, esqueceram, não, ignoraram fica melhor (propositalmente), que:
    1. O Renato sequer teve tempo de treinar e interagir com o elenco
    2. Nosso problema estava no meio campo, onde Thiago Maia (sem condições físicas) e João Gomes (inexperiente) não deram conta, não retinham a bola e nem municiavam o ataque. O time sofreu porque os titulares estavam impedidos de jogar, Arão e Diego. A saída de bola e a distribuição simplesmente não aconteceram.
    Mas alguns profissionais do futebol, não estavam interessados em analisar a situação, mas sim em lamber as feridas do Ceni e alfinetar o Renato.
    Bola pra frente! Pra cima deles MENGÃO!

  • Acho essas análises muito limitadas e muito ingênuas, ignoram totalmente o adversário.
    O DyF é um time extremamente organizado taticamente e por causa disso conseguiu pressionar a saída de bola do Flamengo, encurralando o time no seu próprio campo já que as melhores válvulas de escape estavam sem nenhum espaço.
    Eles perderam a partida simplesmente porque são inferiores TECNICAMENTE, mas TATICAMENTE engoliram o Flamengo.
    E vou ser sincero, não espero nada diferente do que foi o jogo de ida. Se o Flamengo não entrar ligado amanhã, o Dyf terá totais condições de fazer o mesmo que fez semana passada e acabar complicando bastante nossas vidas.

  • Certinho o Tostão; O TIME tava irreconhecível. Espero sinceramente que o Renato ajuste isso, ou então, esse ano foi pro beleleu. Não vamos ganhar nada!

  • Matéria fraca e tendenciosa (à polêmica com Renato).
    O novo técnico ainda não tinha 1 jogo sequer e seu nome já aparece associado a uma má atuação do Mengão, mas com vitória na Argentina.
    Renato poderia ter deixado o Michael em campo, por mais tempo, mas não foi isso que causou a má impressão do time.
    O nosso time ainda está desfalcado (Arão, Diego, Rodrigo e BH) e muitos dos que retornaram (Gabi e Éverton) ainda não estão no melhor de seus entrosamentos com “novos” nomes (Michael, João Gomes, Pedro).
    Arrascaeta, o maestro debochado, e Éverton, não estiveram bem e, com isso, o ataque perde muito.
    A zaga, composta de dois “gigantes” (e um reserva que não convenceu) erra quase tudo. Tomara que venha coisa (muito) melhor. Acho que é onde o Mengão tem que fazer seu maior esforço financeiro.
    O pior, esteve em João Gomes. O nosso jovem, raçudo e técnico volante vem atuando muito abaixo de seu melhor. Está sendo batido com grande facilidade e seus passes estão muito mal.
    Até Diego Alves, que salvou lances de grande perigo contra os argentinos, ando falhando nas saídas de bola.
    Por fim, um olhar especial tem que ser dado na direção do grande Filipe Luís que talvez pela idade, está com muita dificuldade em acompanhar atacantes adversários.
    Não creio que o Mengão completo volte a fazer um jogo tão ruim.

  • É cada materiazinha mulamba, heim…
    Com os títulos mais apelativos possíveis e uma publicidade tão ridícula, que lembra os programas de fofoca, à tarde, em emissora de categoria questionável.
    O Flamengo merece uma abordagem melhor. Francamente!

  • Meu Deus, ainda com essa choradeira?
    Liberta se ganha!