Em rede social, Flamengo relembra 29 anos da conquista do Pentacampeonato Brasileiro

IMAGEM: REPRODUÇÃO

Através das redes sociais, o Flamengo relembrou a conquista do Pentacampeonato Brasileiro de 1992, na final disputada contra o Botafogo, que por ironia, tinha Renato Gaúcho, hoje treinador do Mengo, como um dos seus grandes destaques. No mesmo 19 de julho, 29 anos atrás, com gols do Maestro Junior e de Júlio César, o Mais Querido empatava com o Alvinegro em 2 a 2, somando 5 a 2 no agregado, já que havia vencido o primeiro clássico, disputado uma semana antes, por 3 a 0.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Há 29 anos (1992), o Mengão empatava com o Botafogo em 2 a 2, no Maraca, com gols de Junior e Júlio César, e conquistava o Pentacampeonato Brasileiro.

Naquele 19 de julho de 1992, o técnico Carlinhos escalou o Rubro-Negro assim: Gilmar, Charles Guerreiro, Gottardo, Gelson e Piá; Uidemar, Fabinho, Junior e Zinho; Júlio César e Gaúcho —, complementou o clube.

CONFIRA A PUBLICAÇÃO:

O Botafogo era o grande favorito para a final do Brasileiro. Liderado por Renato Gaúcho, Ricardo Cruz, Márcio Santos e Valdeir, o alvinegro era dono da melhor campanha e do melhor ataque da competição. O Rubro-Negro, sob a batuta do veterano Junior, fazia uma campeonato bem ao estilo que o torcedor conhece. Na primeira fase, foi quarto colocado. Oito seguiam adiante. Depois, já num grupo com quatro equipes, se classificou para a decisão com ajuda do seu rival, o Vasco.

No primeiro clássico, em 12 de julho, o Flamengo foi impiedoso. Com gols de Junior, Nélio e Gaúcho, o Mais Querido saiu com uma enorme vantagem para o segundo jogo. 3 a 0. No dia 19, quando caiu a arquibancada do Maracanã, que estava com mais de 122 mil pessoas, o Maestro abriu o placar de falta, aos 42 do primeiro tempo. A comemoração é lembrada até hoje. Aos 10 da segunda etapa, Gaúcho aumentou, mas o Botafogo empatou. 2 a 2. Placar insuficiente para impedir a festa Rubro-Negra e a consagração definitiva do “Vovô Garoto”.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *