Braz analisa janela de transferências do Flamengo e elogia capacidade de adaptação do clube no mercado

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

Na tarde desta segunda-feira (13), David Luiz foi apresentado oficialmente como novo reforço do Flamengo, no CT Ninho do Urubu. Após o zagueiro dar suas primeiras palavras como jogador do Rubro-Negro, o vice-presidente de futebol do Mais Querido, Marcos Braz, respondeu a alguns questionamentos de jornalistas. Dentre os temas abordados, o dirigente destrinchou a janela de transferências do Clube da Gávea.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


É muito difícil fazer uma avaliação nossa (de mercado). O que posso falar é que com as dificuldades que o Flamengo tem em relação ao lado financeiro, na perda de Sócio, no bilhete dos estádios e é evidente que esse foi o grande ponto de dificuldade para gente. No começo da janela, tinha várias críticas que a gente só contrata com dinheiro e, na minha avaliação, estava exacerbada. O primeiro que trouxemos foi o Gabigol, que não gastamos nada para tê-lo em 2019. Era um jogador super contestado para os outros, mas na minha avaliação o Gabriel seria isso aí que está sendo -, disse, antes de completar:

O Rafinha, Filipe Luís, Thiago Maia… O Flamengo não gastou nada. Quando estavam ajustados aqui, ídolos, fomos investir. Enfim, tenho vários… o Isla, por exemplo. Não é gastar nada mesmo, não é botando em luva. Agora chegou a vez desses três jogadores e não foi diferente. Acho que o Flamengo foi bem na janela e acho que são níveis consideráveis para o Brasil e América Latina. Acho que o Flamengo está de parabéns. O Flamengo aqui, no futebol, não tem nenhuma lacuna a ser preenchida. Aqui foi tudo preenchido por nós mesmos. Quando faltou dinheiro, a gente se expôs vendendo jogador, como é o caso do Gerson. Acha que eu quis vender o Gerson? Não quis, mas era uma proposta muito boa e o Flamengo precisava. 

Além de David Luiz, o Flamengo contratou Andreas Pereira e Kenedy, ambos por empréstimo. O meio-campista, inclusive, já atuou duas vezes com o Manto Sagrado e balançou as redes, diante do Santos. Já o meia-atacante, assim como o zagueiro, ainda não estreou pelo Mais Querido. Anteriormente, vale destacar, o Rubro-Negro também anunciou Bruno Viana, que veio do Braga, de Portugal.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *