Tostes minimiza impacto financeiro com retorno de público aos estádios: “Está difícil para o Flamengo”

FOTO: REPRODUÇÃO

Aos poucos, o futebol brasileiro vai encontrando brechas e se ajustando para ser um espaço disponível ao público. O Flamengo, por exemplo, realizou duas partidas classificatórias pela Libertadores diante da Nação – ambas no Mané Garrincha. Apesar da necessidade por bilheteria ser clara, ainda não há como medir a diferença do impacto financeiro dentro do clube enquanto o cenário sobre o retorno for de incerteza. Pelo menos é o que explica Rodrigo Tostes, VP de finanças do Rubro-Negro.

Tem um acompanhamento diário disso (retorno de público) junto com governo e Prefeitura do Rio, mas a resposta que vem é que está muito indefinido ainda. Ou seja, a gente não sabe quando isso vai poder acontecer e não tem como refletir nos números do clube. Vamos apresentar um reajuste no orçamento e a grande questão é essa. Qual número que a gente coloca com o retorno? Não sabemos. Está difícil para nós.

A gente recebe feedback a todo minuto, mas não sabemos quando efetivamente vai voltar. A gente se comprometeu a fazer o orçamento até 10 de setembro e precisa enviá-lo sem essa certeza -, disse durante entrevista ao canal do Youtube do jornalista Venê Casagrande.

Como a gente não sabe o que vem pela frente pela pandemia, é uma resposta impossível dizer. A gente não sabe quanto tempo vai durar, quanto tempo vai ficar com 30% do Maracanã? Com menos de 30% é prejuízo – concluiu.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Entre outros temas, Rodrigo Tostes garantiu que o Flamengo conseguiu bater a meta prevista de receita com a venda de jogadores, explicou sobre a necessidade de se ajustar ao mercado no ritmo da pandemia e exemplificou como o clube se adaptou aos novos negócios para não comprometer a saúde financeira dentro das dificuldades enfrentadas por todos os times no atual cenário.

O Flamengo se move a fim de tentar liberação de público no confronto classificatório contra o Grêmio, pelas quartas de final da Copa do Brasil, marcado para o próximo dia 15 de setembro. O duelo pela semifinal da Libertadores, por exemplo, diante do Barcelona de Guayaquil, acontecerá no dia 22, em Brasília, novamente com a presença de torcida – assim como ocorreu nas duas fases anteriores.

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *