Vantagem conquistada pelo Flamengo na semifinal da Libertadores só foi revertida duas vezes na história da competição

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2 a 0, no último dia 22, no Maracanã, pelo jogo de ida da semifinal da Copa Libertadores, e deu passo importante rumo à grande decisão continental. Apesar do ‘gostinho de quero mais’ por parte da torcida rubro-negra, a vantagem de dois gols nesta altura do torneio pode deixar os flamenguistas mais otimistas, levando em conta dados históricos.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Dois gols de diferença não é a vantagem mais segura em um confronto de mata-mata. Porém, esta perspectiva cai por terra quando o assunto é semifinal de Libertadores. O formato atual da competição continental (fase de grupos + mata-mata) existe desde 1988, e desde então em 22 ocasiões houve um vencedor por dois ou mais tentos no primeiro duelo da semi. E em somente duas oportunidades esta equipe não foi à finalíssima.

A primeira vez ocorreu em 2017. O time do Cúcuta, sensação e grande surpresa do torneio, enfrentava o poderoso Boca Juniors na semifinal, e venceu o primeiro embate por 3 a 1, na Colômbia. Contudo, na Bombonera, os argentinos fizeram prevalecer a tradição em Libertadores e avançaram após triunfarem por 3 a 0.

A segunda e última vez que uma equipe conseguiu o feito de reverter a vantagem de dois gols em uma semifinal de Libertadores é bem famosa entre os brasileiros. Em 2013, o Newell’s Old Boys bateu o Atlético-MG por 2 a 0, na Argentina, e ‘encaminhou’ a classificação. No entanto, tudo mudou com o confronto de volta, disputado no Estádio Independência, em Belo Horizonte. O Alvinegro devolveu o resultado e, na disputa de pênaltis, Victor prevaleceu e garantiu o time mineiro na decisão.

Com as estatísticas históricas à favor, o Flamengo joga a vida na Libertadores nesta quarta-feira (22). A partir das 21h30 (horário de Brasília), o Mais Querido enfrenta o Barcelona, em Guayaquil. Caso confirme o favoritismo e elimine os equatorianos, o Rubro-Negro carimbará passaporte rumo à grande decisão continental, que será disputada no dia 27 de novembro, no Estádio Centenário, em Montevidéu, capital do Uruguai.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *