Dirigente do Fla critica CBF e ironiza arbitragem mineira nos próximos jogos do clube: “Deve ser por causa da isonomia”

FOTO: DIVULGAÇÃO

Na tarde desta quarta-feira (06), o vice-presidente de Relações Externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista (BAP), usou o termo “isonomia” para ironizar e criticar a CBF. O motivo da indignação foi: profissionais de arbitragem de Minas Gerais envolvidos nos dois próximos jogos do clube no Campeonato Brasileiro. Vale lembrar que o Rubro-Negro briga pelo título da competição com o Atlético-MG, atual líder do certame.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Nas redes sociais, o dirigente rubro-negro criticou, de maneira indireta, Emerson de Almeida Ferreira (MG), profissional escolhido para comandar a cabine do VAR na partida desta quarta-feira (06), entre Red Bull Bragantino e Flamengo. Além do citado, o cartola ironizou também o quarteto mineiro que estará envolvido na arbitragem do duelo do Mais Querido contra o Fortaleza, válido pela 25ª rodada.

“Jogo hoje contra o Bragantino, VAR mineiro. Jogo contra o Fortaleza, sábado, arbitragem mineira. E a gente brigando com um clube mineiro pelo campeonato. Deve ser por causa da isonomia. Resta saber o que pensam os patrocinadores da CBF”, escreveu BAP.

O embate entre Bragantino e Flamengo, cujo árbitro principal será Ramon Abatti Abel, de Santa Catarina, será realizado nesta quarta (06), a partir das 20h30 (horário de Brasília), no Estádio Nabi Abi Chedid, pela 24ª rodada do Brasileirão. Com 38 pontos ganhos, o Clube da Gávea ocupa a terceira colocação, enquanto o time paulista é o sexto, com 34.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *