Dirigente do Fluminense revela choro de Pedro para jogar no Flamengo e levanta suspeita de venda para Fiorentina

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Em setembro de 2019, o Fluminense acertou a venda de Pedro para a Fiorentina (ITA). Em janeiro de 2020, pouco mais de três meses depois, o atleta desembarcou no Ninho do Urubu por empréstimo, e o vice-presidente geral do Tricolor, Celso Barros, levantou suspeitas da transação. Afastado do cargo por desavenças com o atual presidente, Mário Bittencourt, ele relembrou dos bastidores daquela negociação, com direito a choro do atual centroavante do Mengão.

Eu não tenho prova de coisa nenhuma, mas alguns comportamentos foram estranhos, como no caso da venda do Pedro. Eu estava lá, participava das reuniões, empresários e tudo. Em uma das últimas reuniões, o Pedro chorou, que queria ir para o Flamengo, queria mesmo ir para o Flamengo. O Mário (Bittencourt) ficou vermelho, parecia que ia enfartar… Ainda bem que sou médico (risos). Na última reunião do Pedro, foi na Barra, ele (Mário Bittencourt) disse que eu não precisava ir, pois ia quebrar o pau, iria discutir comissões… -, disse, em entrevista ao Charla Podcast, no Youtube. Ele ainda prosseguiu:


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


Eu não fui, ele disse que eu não precisava ir, foi quando fecharam tudo. Três meses depois, o Pedro aparece no Flamengo. Então, é no mínimo estranho o jogador sonhando em ir para o Flamengo, o Fluminense nega essa ida, vende para a Fiorentina, fez a ponte, ele jogou um jogo lá, rápido veio para o Flamengo. Transação rapidíssima. Na minha opinião, aquilo foi profundamente estranho -, ponderou.

Celso Barros, no entanto, relembrou também da lesão no joelho de Pedro, em 2018. Na época, o atleta estava praticamente vendido ao Real Madrid (ESP), além de ter sido convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira. O ex-presidente da Unimed voltou a comentar das lágrimas derramadas pelo camisa 21 do Flamengo, mas ponderou sobre a situação com o Tricolor carioca na época.

Ele queria ir para o Flamengo, chorou: “Vocês não podem atrapalhar a minha vida, o que eu quero”, chorou… Tudo bem, as pessoas têm o seu direito. Eu não sou dessas pessoas que trabalham em negociação de querer manter atletas que não queiram jogar no Fluminense. Mas algumas coisas precisam ser respeitadas, os contratos foram feitos para serem respeitados. Em um momento oportuno, enfim… O Pedro teve uma lesão grave, e o Fluminense fez o tratamento. Agora, parece que ele abriu um processo contra o atendimento médico do Fluminense -, concluiu.

No período que estava emprestado, Pedro desempenhou um excelente futebol no Flamengo: participou de 54 partidas, marcou 23 gols e deu três assistências. Por isso, o Rubro-Negro optou por comprá-lo da Fiorentina e desembolsou 14 milhões de euros (cerca de R$ 87 milhões na cotação da época). Atualmente, o camisa 21 soma 95 jogos, 40 bolas nas redes e nove passes para tentos, ao todo, com o Manto Sagrado.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • OS DIRIGENTES-TORCEDORES DO FUTEBOL BRASILEIRO NÃO ESTAM PREPARADOS PARA O QUE O FLAMENGO SE TORNOU , FUTEBOL É UMA BRINCADEIRA CARA, TEM QUE SER PROFISSIONAL , CAPITALISMO, O DINHEIRO QUE MANDA, O PRÓPRIO FLUMINENSE JÁ TIROU O THIAGO NEVES e WELLINGTON SILVA DO FLAMENGO , E NEM POR ISSO MUDOU NADA, FUTEBOL COMO TUDO É DINHEIRO. PONTO

  • Lorena, c todo respeito, mas o Mário, aquele do armário tricolor, segundo a bela entrevista do rapaz, virou um tomate raivoso qdo viu o Pedro implorar p jogar no flamengo. Portanto, esse negócio de não querer manchar ou marcar a sua administração por vender o Pedro pro flamengo… Eu acho q poderia sim, até fazer trocas, incluindo o Lincoln, q p mim tinha a cara do Flu. Ou ele é burro, ou realmente gostar de aprontar atrás do armário… Rsrs. Eu acho q dirigente não podem transformar torcida s c ódio, pois futebol é só um esporte, não pode se transformar em guerra, até c mortes. O presidente de clube nessa parte tem q ser um antieurico. Apesar dele ter demostrado muito amor pelo clube, na minha opinião. Só excedia em algumas piadas ou entrevistas q geravam rancor e etc. Enfim, gozação tem q ter amor humano, acima de tudo. Tem q ter carinho p dar certo.

  • Mentira, pois o flamengo queria comprar o Pedro,mas o fluminense falou que não venderia para o Flamengo.

  • Pedro começou no futebol de campo no Flamengo, foi dispensado alegando baixa estatura. Acabou indo para o Fluminense.
    A meu ver o Fluminense tinha o Flamengo como inimigo e não como adversário. assim como Eurico Miranda.
    A nova diretoria do Vasco é diferente, tem a cabeça mais arejada. Chegou a hora do Flamengo colocar o Vasco como aliado no Maracanã.
    Roberto Dinamite com maior clareza do futebol, assim que tomou posse como presidente disse, Não tem nada de que ganhar do Flamengo é melhor que ganhar um campeonato. Temos que ganhar títulos

  • Ainda que o presidente do fluminense tenha feito essa manobra para não ficar marcado pela torcida deles de ter vendido uma revelação ao maior rival, o Flamengo não tem nada a ver com isso e não faz a menor diferença. Aliás, o único que faz diferença é o Pedro, pois é um belíssimo jogador!

  • Essa acusação do Celso Barros é infundada. O Pedro bateu e voltou da Fiorentina porque eles têm um centroavante melhor, o sérvio Vlahović que ficou em quarto na artilharia do último italiano e está na mira dos gigantes do futebol europeu. A verdade é que o Fluminense até hoje é ressentido com a contratação do Pedro pelo Flamengo. Assim como os cruzeirenses são pelo Arrascaeta e os santistas pelo Gabriel. O torcedor brasileiro não estava acostumado com um gigante que pode tirar os destaques de seus clubes, e agora que o Flamengo surge com essa capacidade eles vão chorar muito ainda até se acostumarem com a nova ordem do futebol brasileiro.