Jornalista destrincha qualidades de Renato após empate do Flamengo: “Tem sensibilidade”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

A manhã desta quinta-feira (07) foi de debate não só pelo empate em 1 a 1 entre Flamengo e Bragantino, mas também sobre o trabalho desenvolvido por Renato. Enquanto torcedores reagem de forma dura ao resultado da noite dessa quarta-feira (06), o jornalista André Rocha entende que uma boa gestão de elenco também deve ser levada em conta diante de uma avaliação sobre Portaluppi.

O Renato calou minha boca em 2017, quando voltou para o Grêmio e eu achei aquilo um absurdo. E aconteceu o que aconteceu. Eu já cometi o erro de colocar a parte tática, de conceitos, muito acima de outras questões. No Brasil, não é assim, tem a questão da gestão de pessoas. Ele tem essa sensibilidade. Na parte tática, ele também conhece, só que não gosta de falar com a imprensa porque tem uma visão, para mim retrógrada, de estar escondendo o jogo -, pontuou durante análise para o UOL Esporte.

O jornalista ainda complementou: “No futebol brasileiro, em que a maioria dos clubes é formado por jogadores jovens e veteranos que voltaram da Europa, tem que ter essa sensibilidade. A gente viu uma série de treinadores, pelos mais variados motivos, que não conseguiram ficar. Cada um, de alguma forma, ficou faltando alguma coisa”.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


O Flamengo desfalcado de Renato volta a campo no próximo sábado (09), às 19h (horário de Brasília), na Arena Castelão, para encarar o Fortaleza. O reencontro, desta vez, é válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *