Pelo Flamengo, Renato Gaúcho tem 62% de aproveitamento contra equipes do Sul

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

O Flamengo lutou até o último minuto para evitar outra derrota da equipe de Renato para times do Sul do país. Pedro, aos 50′, de pênalti, foi responsável por garantir a igualdade no placar com o Athletico-PR, em 2 a 2, na ida da semifinal da Copa do Brasil. Inclusive, esse foi o primeiro empate de Portaluppi em sete encontros com clubes dessa região.

O primeiro compromisso de Renato contra equipes do Sul do país foi na derrota por 4 a 0 para o Internacional, no Maracanã, dia 08 de agosto. Depois, venceu o Grêmio nos dois jogos das quartas de final da Copa do Brasil, por 6 a 0 no agregado, até ser superado por 1 a 0, pelo mesmo tricolor, em partida válida pelo Brasileirão dessa vez.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Na sequência, o Mais Querido venceu e convenceu diante do Athletico-PR, por um placar de 3 a 0, no Maracanã. O Juventude foi a última vítima do Sul a amargurar uma derrota para equipe de Portaluppi: por 3 a 1, também no Rio de Janeiro. Depois disso, voltamos aos 2 a 2 da semifinal da Copa do Brasil.

O Flamengo terá a chance de voltar a vencer uma equipe do Sul na próxima quarta-feira (27), às 21h30 (horário de Brasília), quando receberá o Athletico-PR para, enfim, definir de vez o futuro na Copa do Brasil. Até lá, encara o Fluminense no sábado (23), às 19h (horário de Brasília), pela 28ª rodada do Brasileirão. O clássico, por sinal, contará com a presença das duas torcidas no Maracanã.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • A lua de mel acabou. Nem o elenco de 200 milhões dá jeito. O time só joga quando está completo e no modo JJ. A teimosia é espantosa. Ainda mais porque vai derrubar não apenas o time, mas o próprio técnico. Escalações erradas, substituições tardias e equivocadas. Time bagunçado e sem garra. Estamos nos aproximando das finais que tanto buscamos numa preocupante involução técnica e tática. O Renato a cada dia vai ficando mais parecido com o Ceni, até nas desculpas.
    #NÃO RENOVEM COM O RENATO. #PRECISAMOS DE TECNICO DE OUTRO PATAMAR