Renato justifica queda na Copa do Brasil: “A bola não quis entrar”

FOTO: REPRODUÇÃO/ FLATV

O Flamengo não confirmou o favoritismo no Maracanã, nesta quarta-feira (27), perdeu por 3 a 0 para o Athletico e foi eliminado da Copa do Brasil. Após o duelo, o técnico Renato Gaúcho concedeu entrevista coletiva no estádio e justificou a derrota. O treinador comentou sobre as estratégias pensadas para o confronto e lamentou as chances perdidas pelo Mengo.

Muitas vezes você pega o inimigo de surpresa fazendo alguma coisa diferente, e foi o que eu tentei fazer com o Andreas um pouco mais aberto e o Bruno em cima do zagueiro, juntamente com o Gabriel, já que nas últimas partidas o nosso atacante estava muito isolado. Foi uma maneira de procurar surpreender o Athletico. Infelizmente, o Athletico atacou três ou quatro vezes e conseguiu três gols – disse Renato, antes de completar:

Nós tivemos inúmeras oportunidades, principalmente no segundo tempo, e infelizmente a bola não quis entrar e nós saímos de uma competição onde nós queríamos muito ir para a final. Está todo mundo chateado, entendo a revolta da torcida, e no momento que um clube grande como o Flamengo sai de uma competição, é lógico que o torcedor não fica nada satisfeito – finalizou o técnico.


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


Agora, o Flamengo vira a chave e volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso será contra o Atlético-MG, no Maracanã. O duelo que vale a ‘vida’ do Mengo na competição será disputado neste sábado (30), às 19h (horário de Brasília). O Coluna do Fla traz a transmissão mais rubro-negra da internet, com a voz de Rafa Penido.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Não assisti ao jogo ontem pois aqui em Minas passou o outro jogo da semifinal , enfim , hoje vendo os lances a minha conclusão é a seguinte : O time deles veio por uma bola e um penalti naquela hora do jogo era tudo que eles queriam , penalti bobo , um defensor contra dois atacantes não é admissível , depois mais um contra ataque e a defesa perdida e Diego Alves falha , é ser humano , por tantas vezes ele defendeu mas um dia a casa cai , vários gols perdidos e o goleiro Santos pegando tudo ; segundo tempo o mesmo roteiro , Flamengo perdendo um caminhão de gols , mais um contra-ataque e deu no que deu; tem que corrigir o posicionamento dessa defesa , jogando em linha parecendo amadores mas nunca faltará o meu apoio , vi todos os títulos do Mengão de 1980 até hoje e me fizeram muito feliz e se Deus quiser , a Libertadores será nossa e o Mundial de Clubes da Fifa também ; saudações Rubro -Negras !

  • Pra mim depois do Michael bastaria tirar o ER7 q voltou a errar, e botar o Vitinho. E depois o Gabi, outro…, E adiantar o BH q tava bem. Depois, o Matheus no lugar do Isla q ficou sem gás. O João ou o Lázaro também poderiam entrar, no caso no lugar do Gabi. O KENEDY? Nunca!!! Infelizmente esse parece até q passou a prejudicar o time, desde q se juntou ao elenco… Não tem nada de flamengo, ao q me parece.

  • Que “a bola não quis entrar”, isso todo mundo viu. E por quê? Porque “ela” estava insegura. O time estava nervoso. E isso veio de onde deveria fazer exatamente o contrário. Eu disse: reze, Renato… Ninguém dessa diretoria pensou nisso? Acreditou q o clube precisaria, de novo, outra ajuda de s Judas Tadeu? Outras vezes foi preciso,’e deu certo. Por que dessa vez não? Arrogância em excesso? Hein, Braz? Flamengo sem humildade não é flamengo… Raça, Amor, paixão e… Humildade. Pois com oba oba… Pra mim o Renato foi mais uma vítima. Pra treinar o flamengo tem q ser muito forte. Jesus foi um. E ter sangue Rubro-negro; o caráter. Renato não tem mais condições, o resto será covardia c ele. M Braz, SPINDEL, queria ver se fosse no de vcs…

  • Honestamente, se no próximo jogo, Renato tirar Andreas da posição dele original que é
    de volante e colocar lá na frente e colocar Diego, Thiago ou qualquer um ao lado do Arão,
    eu desisto de vez, no segundo tempo quando recuou Andreas pro lado Arão o flamengo
    melhorou e muito, a outra coisa que eu gostaria é que ele enxergasse que o melhor jogador
    do flamengo no ataque é Michael, o problema é ter coragem e personalidade pra barrar um
    desses medalhões.

  • “A bola não quis entrar”
    Arrogante, esse time não e treinado, não tem ataque, não tem defesa, não tem meio campo, não tem nada!
    Palmeiras tá feliz da vida nesse momento!