É para rir? Atacante do Atlético-GO vê benefício da arbitragem para o Flamengo: “A gente sabe como funciona”

FOTO: REPRODUÇÃO/PREMIERE

O Flamengo enfrentou o Atlético-GO na noite desta sexta-feira (05), em jogo atrasado da 19ª rodada do Brasileirão. Cumprindo o dever de casa, o Mais Querido venceu por 2 a 0, com os dois gols sendo marcados por Michael, em uma atuação convincente. Ainda no fim do primeiro tempo, porém, o atacante André Luis passou a reclamar da arbitragem, indicando favorecimento ao Fla.

– Marcar para o Flamengo é fácil, mas contra o Flamengo é difícil. Na Copa do Brasil (entre Flamengo e Athletico Paranaense), foi igual. Agora ele (árbitro) disse que foi cotovelada acidental. Faz parte, a gente sabe como funciona a arbitragem, não quero entrar em detalhes -, declarou o camisa 9 do Atlético ao Premiere, durante o intervalo.

A grande reclamação do jogador foi por conta de um lance em que disputou a bola aérea com Rodrigo Caio, e o zagueiro do Flamengo levou a melhor. Houve um choque no alto, que o árbitro Rodolpho Toski Marques interpretou como disputa normal, e acabou irritando o atleta.

Deixando de lado a reclamação adversária e focando na briga pelo título, o Flamengo retomou a vice-liderança do Brasileirão e, com 53 pontos conquistados, ficou a nove do Atlético-MG, tendo ainda um jogo a menos. Para tentar reduzir a vantagem do adversário, o Fla volta a campo às 20h (horário de Brasília) da próxima segunda-feira (08), quando encara a lanterna Chapecoense, na Arena Condá.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Quem é esse imbecil mesmo? Nunca ouvi falar…

  • Como disse a Maju Coutinho: O CHORO É LIVRE!!!
    Depois da não expulsão do Renato Kayzer, NÃO tem do que esses caras reclamarem.
    Contra o Alt-pr o jogador dele foi SÓ no rosto do Rodrigo Caio. Ele estava longe da disputa da bola e foi intencionalmente no rosto do Rodrigo Caio.
    Ontem, o Rodrigo Caio foi SÓ na bola e essa babaca foi disputar a jogada, mas estava longe, tanto que nem acertou a bola. Não tem como um jogador pular para disputar uma jogada no alto, sem fazer o movimento dos braços. Só se cortarem os braços dele.
    Diferente da jogada do Andreas Pereira, no meio do campo, que subiu pra disputar a bola, e depois de cabecear, fez um movimento em direção ao pescoço do adversário e mereceu o cartão amarelo.
    Fora isso, André Luis… num fode!!!
    …não sei nem porque estou perdendo tempo aqui. VTNC!!!