Renato abre o jogo e revela ‘contusão’ de Kenedy desde antes de viagem à Curitiba

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/ FLAMENGO

Na noite desta terça-feira (02), Flamengo e Athletico empataram, por 2 a 2, na Arena da Baixada. O resultado impediu o Mais Querido de conquistar três pontos importantes na briga pelo título do Brasileirão. Depois da partida, o técnico Renato Gaúcho revelou um problema com o atacante Kenedy, que viajou para Curitiba com o tornozelo inchado.

— É o que eu falo: as pessoas têm todo o direito de perguntar, mas não tem as nossas informações aqui de dentro. O Kenedy, por exemplo, viajou com o tornozelo inchado, porque havia machucado ontem no treino e, durante o intervalo do jogo, enquanto ele estava aquecendo ele avisou a comissão técnica que não tinha as mínimas condições de entrar em campo, porque o tornozelo dele estava inchado e bastante dolorido. Não sei se vocês viram que quando começou o segundo tempo, ele tirou a chuteira e começou a fazer tratamento. Então, eu não tinha o Kenedy no banco. E as opções era o Rodinei, sim, por um lado. O Michael, no final do jogo, cansou -, disse, antes de completar:


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


— E eu tinha o Vitor Gabriel, que joga no lugar do Gabigol. Essas eram as minhas opções. Quando fiz essas trocas basicamente iguais contra o Atlético-MG e nós ganhamos, foi tudo bem. O mais importante de tudo independente se estamos com três volantes ou três zagueiros, eram as opções que eu tinha e, no momento que eu fiz essas trocas, estavam faltando três ou quatro minutos do jogo. O que não podíamos ter deixado era ter tomado aquele gol praticamente no último lance. Infelizmente, a gente tem muita gente de fora, voltando de lesões, jogadores suspensos. Então, optei por isso, porque eram as opções que eu tinha no banco -, finalizou.

Renato também frisou sobre as opções que tinha no banco de reservas para mudar o rumo da partida. Vale destacar que o time foi para o confronto com sete desfalques e problemas evidentes no ambiente interno do clube. O técnico lembrou do jogo diante do Atlético-MG, quando suas trocas deram efeito e garantiram o triunfo naquela circunstância.

Buscando espantar a fase ruim dentro do clube, o Flamengo já volta a campo na próxima sexta-feira (05), contra o Atlético-GO. A partida atrasada é válida pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã. A transmissão mais rubro-negra da internet, você encontra no Coluna do Fla, via Youtube. Com Rafa Penido no comando.

ASSISTA A ANÁLISE PÓS-JOGO:

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Complicado, o técnico não tem quem colocar. O departamento médico e preparação física do Flamengo deixam muito a desejar. E por mais que o Renato faça escolhas questionáveis, se ele tivesse o elenco disponível com certeza os resultados seriam outros. Jorge Jesus se tivesse que colocar Rodinei de ponta por falta de opção também não teria os mesmos resultados de 2019. O Flamengo precisa corrigir a preparação física urgentemente. Já a demissão do Renato depende de ter o substituto.

  • A culpa é do DM, os caras vivem machucados.
    Hoje o Renato não tinha jogadores pra colocar, nossa zaga é horrível, sem Rodrigo Caio e Davi Luiz vamos sofrer é muito. A saída de bola sem Arrascaeta, Diego, Felipe Luiz e Rodrigo Caio é terrível, os times adversários já descobriram isso.

  • O DM não faz nada certo? Os caras vão se tratar e volta pior ?

  • Só vão mandar o Sr Renato embora. depois da libertadores agente não vai ganhar nada esse time não ganha de ninguém…