Internacional entra em disputa com o Flamengo no mercado de treinadores; entenda

Rubro-Negro e Colorado são os únicos ‘grandes’ sem técnico para a próxima temporada


O Flamengo não fez mistério em momento algum que iria procurar um treinador estrangeiro para 2022. Falava-se disso, inclusive, desde quando Renato Gaúcho ainda estava no comando do elenco rubro-negro. Porém, para a surpresa do Fla, o Internacional decidiu entrar em disputa no mesmo mercado de técnicos.

Usando o Flamengo como exemplo, o Internacional ignorou os treinadores brasileiros e passou a monitorar os profissionais estrangeiros. Primeiramente, o clube gaúcho sondou o território sul-americano, recebeu algumas negativas e optou por ‘invadir‘ o mercado europeu, especificamente o português, seguindo os passos do Mengão.

O Internacional foi além e fez proposta por um dos principais alvos do Flamengo: Paulo Sousa, da Seleção Polonesa. A oferta é por um vínculo de dois anos, e o português ficou de analisar, enquanto espera um posicionamento do Mengão. Caso a resposta de Paulo seja negativa, o Colorado deve permanecer de olho na Europa, seguindo os passos do Flamengo, e não está descartada a possibilidade de tentar fechar com outro alvo do Fla.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


É importante frisar que, dos 13 clubes considerados grandes no futebol brasileiro, apenas Flamengo e internacional ainda não têm treinadores para 2022. Por isso, os alvos dos dois times, tanto do carioca quanto do gaúcho, devem cada vez mais coincidir. Se o Fla está buscando ter paciência para não errar, o Inter é mais incisivo e quer acertar imediatamente um novo comandante.

O Internacional está aguardando a resposta de Paulo Sousa, e o Flamengo espera por uma reunião com Jorge Jesus. O Rubro-Negro não esconde que o treinador é prioridade nos planos, mas o Mister, como é carinhosamente chamado pela torcida do Fla, quer dar uma resposta apenas depois do dia 30, após os dois clássicos com o Porto. Enquanto isso, rubro-negro e colorado incendeiam uma ‘guerra fria‘ em busca dos mesmos profissionais.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *