Lewandowski se assusta com saída de Paulo Sousa para o Flamengo

Astro da Seleção Polonesa tinha excelente relação com o português e não digeriu bem a negociação do treinador com o Flamengo


Neste domingo (26), o Flamengo acertou a contratação do técnico Paulo Sousa para 2022. No entanto, a notícia não foi bem digerida na Polônia, país do qual o português era treinador da seleção. Entre as diversas críticas da imprensa local, a assessoria do grande craque polonês, Robert Lewandowski, se pronunciou lamentando o ocorrido. Segundo a assessora Monika Bondarowicz, o astro está impactado com a decisão.

Em entrevista ao portal polonês ‘Interia’, a assessoria de Lewandowski foi categórica ao afirmar o constrangimento pela situação: “Robert (Lewandowski) está chocado e surpreso com as ações do técnico Sousa”. Isso porque, o atacante do Bayern de Munique tinha uma boa relação com Paulo Sousa. Além disso, a Copa do Mundo 2022 está muito perto de acontecer e a Polônia ainda disputa uma vaga. Dessa forma, o português poderia estar ‘abandonando o barco’.

Lewandowski não foi o único que se irritou com uma possível saída de Paulo Sousa. Isso porque, o presidente da Federação Polonesa, Cezary Kulesza, detonou a ação do treinador nas redes sociais. Segundo informações do ‘Interia’, o português havia afirmado há duas semanas que estava 100% focado nos objetivos da Seleção Polonesa. No entanto, já está praticamente acertado com o Flamengo.

Hoje fui informado pelo Paulo Sousa que queria rescindir o contrato por causa de uma oferta de outro clube. Este é um comportamento extremamente irresponsável, inconsistente com as declarações anteriores do treinador. Portanto, recusei firmemente – disse Kulesza.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Fechado com o Flamengo, Paulo Sousa ainda precisa resolver a questão da multa rescisória com a Federação Polonesa. No entanto, o assunto já é tratado como controlado entre dirigentes do Mengão e staff do treinador. O português, inclusive, já cogitou arcar com os custos do próprio bolso. Depois, o comandante precisará apenas se reunir com sua comissão técnica, a fim de planejar a mudança em definitivo para o Brasil.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *