Especialista em finanças compara previsão orçamentária de Flamengo e Corinthians para 2022

Cesar Grafietti apontou diferenças e semelhanças entre documentos de cariocas e paulistas


Não é segredo para ninguém que Flamengo e Corinthians possuem dois dos maiores potenciais orçamentários do futebol brasileiro. Com as maiores torcidas do Brasil, cariocas e paulistas podem atingir rendas altíssimas se souberem explorar bem a questão. No entanto, as equipes vivem momentos muito distintos, por conta de escolhas relacionadas às contas do passado. Sobre os orçamentos de 2022, o especialista em finanças César Grafietti aponta grande vantagem para o Mais Querido.

Para este ano, o Flamengo possui uma expectativa de receitas 76% maior do que a do Corinthians. No momento, o Mais Querido espera arrecadar 981 milhões de reais, enquanto o Alvinegro almeja 556 milhões. Os ‘carros chefes’ do Mengão incluem os direitos de transmissão, com cotas 42% superiores ao rival paulista, e patrocinadores, dos quais o Rubro-Negro deve adquirir cerca de 80% a mais em relação à equipe do estado vizinho. As informações vem diretamente dos documentos disponibilizados pelos clubes.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Além disso, os métodos de gestão são bastante diferentes. O Corinthians parte para uma espécie de ‘tudo ou nada’, visto que não há qualquer previsão de redução de dívida e os gastos continuam altos. Enquanto isso, mais acertado financeiramente, o Flamengo tem eficiência e conforto no orçamento, que aposta na manutenção do já estrelado elenco e chegada em fases mais agudas de competições como a Libertadores. Vale destacar, também, que os paulistas atuam praticamente sem margem de erro, ao mesmo tempo que o Mengão se preparou para eventualidades.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • A paulistada não enchia a boca para dizer que a sua torcida é “tão grande quanto a do Flamengo”? Então, cadê a força dela nesses momentos difíceis? Se eu fosse corintiano, também “terceirizava”!!! kkk