Ex-preparador físico do Flamengo revela motivo do alto número de lesões em 2021

Desligado do clube na última semana, Rafael Winicki concedeu entrevista ao podcast ‘Barbacast’


Durante toda a temporada de 2021, o Flamengo conviveu com um grande número de lesões. Esses problemas, inclusive, atrapalharam o rendimento da equipe dentro de campo, fazendo com que o Mengo não conquistasse nenhum dos principais títulos no ano. Um dos setores mais criticados pela torcida, era o de preparação física, já que na visão da torcida o setor era o responsável pelos desfalques. Um dos profissionais era Rafael Winicki, que, após deixar o Fla na última semana, falou em entrevista ao podcast ‘Barbacast’ e revelou o motivo do alto índice de contusões.

Algumas coisas que foram modificadas eu acho que podem ter tido interferência (nas lesões). A preparação física mudou, o Rogério (Ceni) tinha o preparador físico que veio com ele, o Danilo. Foi o período em que eu mais consegui trabalhar dentro do clube, porque ele se identificou muito com a minha metodologia, com minha linha de trabalho, e me chamou pra ser mais participativo e atuante no processo da preparação física. Por coincidência ou não, foi o período que menos teve lesão. Chegamos a ter 62 dias sem nenhuma lesão dentro desse calendário apertado, e com a intensidade que o Flamengo joga — disse antes de completar:


Quer comprar produtos do Flamengo pela internet? Conheça a loja mais rápida e segura!


O Rogério foi embora, veio uma nova comissão técnica, com uma nova metodologia de trabalho, o que já muda muita coisa, porque os jogadores precisam de um tempo para se adaptar à nova metodologia de trabalho. Então isso gera sobrecargas e demandas diferentes das que estavam sendo exigidas com a comissão anterior. Isso leva tempo para se adaptar. Pode ser que nesse período o jogador sofra com dores, com lesão, pelo fato de não estar adaptado àquela nova metodologia. Só que ela foi implementada no decorrer de uma temporada, não foi no início, então teve que trocar o pneu com o carro andando, e no meio disso algum parafuso ficou solto, e o carro tombou — finalizou.

Com a chegada da nova comissão técnica, o clube teve que dispensar vários profissionais, dentre eles Rafael Winicki, que deixou o clube e se despediu nas redes sociais. O português Paulo Sousa veio ao Rubro-Negro com mais seis integrantes, e prefere trabalhar com seu próprio preparador físico. O comandante tem pela frente a oportunidade de realizar a pré-temporada com os jogadores para deixá-los em plenas condições e não repetir o que ocorreu em 2021, quando o Mengo conviveu com uma série de lesões.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *