Paulo Sousa pode cumprir feito inédito da ‘Era Landim’ no Flamengo

Treinador pode ser o primeiro a completar uma temporada no comando do clube

Por: Ana Beatriz Zayat e Letícia Marques

Paulo Sousa desembarcou no Rio na manhã da última sexta-feira (07) e, no período vespertino, iniciou os trabalhos no Ninho do Urubu. O treinador, porém, teve o primeiro contato com o elenco principal somente nesta segunda-feira (10). Por sinal, o português é apenas o segundo treinador da ‘Era Landim’ que teve a oportunidade de ser contratado em período de pré-temporada e, além disso, pode cumprir feito inédito da gestão: encerrar o ano à frente do clube.

Isso porque, até o momento, desde 2019, nenhum técnico teve uma temporada completa sob o comando do Flamengo. De lá para cá, Abel Braga, Jorge Jesus, Domènec Torrent, Rogério Ceni e Renato Gaúcho passaram pelo cargo técnico rubro-negro.

Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!

Antes de Paulo Sousa, apenas Abel Braga chegou com condições de trabalhar na pré-temporada com o elenco do Flamengo. O brasileiro foi o primeiro técnico da ‘Era Landim’ e foi o único a ser contratado para iniciar o ano do Mais Querido. No entanto, deixou o comando em 29 de maio e, no dia 1º de junho, Jorge Jesus assumiu a equipe.

Sucessor de Abel, Jesus iniciou o trabalho no Flamengo em um período de Copa América, ou seja, teve uma espécie de ‘pré-temporada’ durante o meio do ano. A passagem avassaladora e vitoriosa de Mister se encerrou em julho de 2020, quando o português entregou o cargo para assumir o Benfica (Portugal).

Com isso, esta saída influenciou na contratação de Domènec Torrent, que iniciou o trabalho no Flamengo no dia 31 de julho de 2020. O técnico catalão não durou muito no cargo e foi demitido após apenas 23 partidas pelo Rubro-Negro. Dessa forma, gestão de Rodolfo Lanfim foi atrás de um novo treinador e executou a contratação de Rogério Ceni.

O quarto técnico de 2019 para cá assumiu o cargo dia 10 de novembro, menos de 48 horas depois da saída de Domènec Torrent. O técnico estreou na noite seguinte (11), na derrota por 2 a 1 para o São Paulo, pelas oitavas de final da Copa do Brasil – torneio que acabou eliminado oito dias após sua chegada ao clube. O treinador virou a temporada e se manteve à frente do Rubro-Negro até julho de 2021, quando foi demitido após o revés por 2 a 1 para o Atlético-MG.

Assim como os antecessores, Renato Gaúcho chegou ao Flamengo com a temporada rolando e em jogo importante: oitavas de final da Libertadores. O técnico estreou com o pé direito, mudando o roteiro de Domènec e Ceni, e venceu o Defensa y Justicia, na Argentina. O último embate de Portaluppi ocorreu pelo mesmo torneio, no vice-campeonato para o Palmeiras, dia 27 de novembro.

Sendo assim, desde 2019, o Flamengo teve seis técnicos: Abel Braga, Jorge Jesus, Domènec Torrent, Rogério Ceni, Renato Gaúcho e, agora, Paulo Sousa. Dentre eles, apenas Abel, Jesus e Ceni tiveram a oportunidade de fazer uma pré-temporada, nos inícios de 2019, 2020 e 2021, respectivamente. Agora, Paulo Sousa tem a missão de quebrar o tabu e encerrar o ano no comando do Rubro-Negro.

Cabe destacar, inclusive, que o treinador foi apresentado oficialmente em coletiva realizada no CT Ninho do Urubu, nesta segunda-feira (10). Paulo Sousa teve o seu primeiro dia de trabalho de forma integral, visto que teve as primeiras atividades com o elenco principal.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *