Voa, cria! Muniz deixa dois adversários na saudade e marca golaço em jogo do Fulham

Ex-Flamengo balançou as redes do Stoke City com apenas dois minutos de partida

Neste sábado (22), Rodrigo Muniz, ex-Flamengo, brilhou na vitória de 3 a 2 do Fulham sobre o Stoke City, em jogo válido pela Championship. O time do jovem sofreu um gol logo no primeiro minuto de confronto, mas o Cria da Gávea respondeu instantaneamente e deixou tudo igual no marcador.

Logo com dois minutos de jogo, Rodrigo Muniz marcou um golaço para empatar o duelo. De dentro da área, o atacante fez trabalho de pivô, deixou dois marcadores na saudade e mandou uma pancada no ângulo, sem chances para o goleiro Bonham.

Veja vídeo:


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


O segundo gol do Fulham, time defendido por Rodrigo Muniz, saiu aos 33 minutos de jogo, dos pés de Fábio Carvalho. A equipe foi para o intervalo com vantagem no placar, mas viu o Stoken City igualar o duelo aos 58. O time do eterno Cria da Gávea, no entanto, buscou o resultado e, aos 72, marcou o terceiro tento, vencendo o confronto por 3 a 2.

Com Rodrigo Muniz no elenco, o Fulham é o primeiro colocado na Championship, com 57 pontos. O próximo desafio da equipe será no sábado (29), contra o Blackpool, pela mesma competição. A bola vai rolar no Estádio Craven Cottage, às 12h (horário de Brasília).

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Saudades do cria

  • Rodrigo Muniz é um excelente centro avante, é comparado ao Pedro.
    O Flamengo tem medalhão que não chega aos pés de Rodrigo Muniz, que para vendê-lo só se for, primeiro por empréstimo ou com valor bem baixo. É isso que estamos assistindo pelas notícias do futebol

  • Cara, tú só fala M****!

  • Mais uma promessa de sangue rubronegro que se foi. Enquanto a diretoria segue trazendo jogadores caros e descompromissados com a Nação.
    Nada de barca. Nada de reforço. A regua da diretoria mede o time pelo valor da Folha e nao pelos titulos conquistados. Viramos Banco de Investimento.