Fluminense é absolvido por caso de racismo contra Gabigol e Flamengo é multado por cantos homofóbicos

Ambos os clubes foram denunciados após o clássico pela quarta rodada da Taça Guanabara

Nesta quarta-feira (09), o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) votou pela absolvição do Fluminense na acusação de racismo contra Gabigol. O Flamengo, por sua vez, acabou multado em R$ 20 mil por conta de cantos homofóbicos por parte de torcedores rubro-negros no clássico Fla-Flu.

As informações foram divulgadas inicialmente pelo jornal O Globo. Vale ressaltar que as duas acusações foram depois do clássico Fla-Flu no último dia 06 de fevereiro, pela quarta rodada da Taça Guanabara e ambas as decisões foram unânimes, ou seja, os cinco juízes votaram pela absolvição do Tricolor e pela punição ao Flamengo.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


 

A pena máxima para o Rubro-Negro poderia chegar aos R$ 100 mil, no entanto, o valor não foi atingido. Já o Flu, se fosse punido, perderia pontos no Cariocão, além da multa em dinheiro. No entanto, como acabou absolvido, o time das Laranjeiras não sofreu nenhuma penalidade.

Tanto o Flamengo quanto o Fluminense foram enquadrados no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que diz respeito a “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

Com o caso encerrado, o Flamengo precisa focar no último compromisso pela Taça Guanabara. Neste sábado (12), o Rubro-Negro enfrenta o Bangu, a partir das 19h30 (horário de Brasília), pela 11ª rodada da fase de grupos do Carioca. O confronto marcará a reabertura do Maracanã após um longo período de reformas no gramado, agora, híbrido.

 

Veja também