‘Inferno’ se formando: 52 mil ingressos vendidos para Flamengo x Atlético-MG, pela Copa do Brasil

Jogo decisivo entre as duas equipes acontecerá em 13 de julho, no Maracanã


“Quando eles forem para lá vão conhecer o que é pressão e o que é inferno”. Essa foi a frase dita por Gabriel Barbosa logo após o fim do jogo de ida das oitavas, pela Copa do Brasil, entre Flamengo e Atlético-MG. No Mineirão, o Rubro-Negro foi derrotado por 2 a 1. Agora, com a volta marcada para o Maracanã, a presença da Nação está mais que confirmada. Faltando 16 dias para o confronto decisivo, cerca de 52 mil ingressos já foram vendidos até 13h desta segunda-feira (27).


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


O jogo de volta contra o Atlético-MG acontecerá em 16 de julho, uma quarta-feira, às 21h30 (horário de Brasília). Até o “inferno” se formar para o duelo, as duas equipes têm outros compromissos pela frente. Depois da rodada de Brasileirão do final de semana, onde o Flamengo e o time mineiro venceram seus duelos, mais duas partidas do campeonato nacional estão na agenda, para cada um.

Enquanto o Flamengo mede forças com Santos e Corinthians, ambos os jogos fora de casa, o Atlético-MG pega Juventude, no Sul, e São Paulo, em Belo Horizonte. No entanto, além dessas rodadas, as oitavas da Libertadores estão no caminho, também para rubro-negros e alvinegros.

No mata-mata da competição continental, o Flamengo encara o Tolima (COL). O jogo de ida é na Colômbia, às 21h30 (horário de Brasília) da próxima quarta-feira (29). Um dia antes, inclusive, o Atlético-MG também faz sua partida nas oitavas da Libertadores, contra o Emelec (EQU), no Equador. Na semana seguinte, o time mineiro recebe os equatorianos, terça-feira (05), e o Fla encara os colombianos, no Maracanã, um dia depois, na quarta (06).

O ânimo dos times para o duelo decisivo de Copa do Brasil, agendado para 21h30 (horário de Brasília) de 13 de julho, uma quarta-feira, depende muito dos quatro jogos que Flamengo e Atlético-MG têm até lá. Lembrando que o Rubro-Negro precisa qualquer vitória simples, por um gol de diferença, para levar a decisão aos pênaltis, pois não existe o critério do “gol qualificado fora de casa”. Enquanto isso, como já convocado por Gabriel Barbosa, o “inferno” no Maracanã está ganhando forma.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *