Empresário do goleiro Rossi detona diretoria do Boca Juniors; Flamengo monitora

Jogador e clube não chegaram a um acordo por renovação


O Flamengo continua a todo vapor no mercado. Tendo em vista que não vai renovar com Diego Alves para a próxima temporada, a diretoria do Mais Querido monitora a situação de Agustín Rossi, do Boca Juniors (ARG). O arqueiro de 26 anos está em reta final de contrato com o time argentino e não terá o vínculo renovado, o deixando livre em junho de 2023. Por falta de uma negociação maleável com o clube de Buenos Aires, o empresário do jogador soltou o verbo para cima dos dirigentes xeneizes.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


O agente Miguel González criticou de forma ríspida a diretoria do clube e deixou no ar que a negociação por renovação está finalizada, e sem acordo entre as partes. O empresário revelou que Rossi ganha 1,5 milhão de pesos (R$ 59,8 mil) por mês no Boca Juniors e reclamou da falta de reconhecimento por parte dos diretores argentinos.

Me deu a impressão de que o Boca decidiu que Rossi não agarre mais. Me disseram que não o venderiam por menos de 18 milhões de dólares (R$ 95 milhões), uma loucura. Nos deram a entender que se Rossi não assinasse, não jogava mais. O Boca não quer que Rossi assine. Dizerem que o que pedimos pode quebrar o clube é inacreditável. O clube segue sendo ingrato com ele. Cedemos muito, e encaramos a reunião como uma extorsão — esbravejou o empresário de Rossi, em entrevista à TyC Sports.

Ainda de acordo como Miguel González, Agustín Rossi quer salário de 7 milhões de dólares (R$ 36,9 milhões) e contrato até dezembro de 2026. A informação divulgada pelo agente desmente os rumores da imprensa argentina que apontava a quantia de 12 milhões de dólares como a pedida do goleiro. O empresário ainda afirmou que três clubes do país fizeram proposta maior a do Boca, no entanto, o diretor esportivo Juan Román Riquelme foi ríspido ao dizer que “não ofereceria nem um peso a mais”.

Essa novela entre Agustín Rossi e Boca Juniors está sendo acompanhada de perto pelo Flamengo. Isso porque, o Mais Querido já busca um novo goleiro para repor a futura saída de Diego Alves. Marcos Braz sonda o arqueiro argentino de 26 anos, mas ainda não enviou nenhuma proposta oficial para o estafe do atleta.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *