Mércio Querido: “Alívio preocupante”

Quem é “profe” sabe.

No domingo grande parte da Nação ficou irritada por achar que houve excesso na hora de poupar jogadores contra o Botafogo pensando na Sul-Americana. Mesmo após promover algumas escalações/alterações singulares desde a sua chegada, como pela primeira vez deu errado, fizemos todos o que sabemos fazer de melhor: cair de pau no trabalho alheio.

Um time todo de reservas? Em Clássico? Em uma rodada em que os resultados dos adversários nos beneficiaram? Absurdo!! Decretamos de forma veemente e que não aceitava argumentos de defesa contrários.

Ontem encaramos a Chapecoense em uma baita de uma crise após 4D e 1V nos últimos cinco jogos pelo Brasileirão (troquei as letras D e V no texto de ontem). Na zona de rebaixamento, vem enfrentando dificuldades até para encontrar um técnico que tope o desafio de sair do Z4 até dezembro. Não bastasse a suposta fragilidade momentânea do adversário, fomos até a bela Chapecó para entrar em campo com os 11 considerados a escalação ideal pelo técnico colombiano. E…

Foi aquilo lá. Se por um acaso você não viu o jogo, recomendo dar uma olhada nos melhores momentos da partida. É rapidinho. Dura dois míseros minutos. E olha que outro dia comentei aqui que um jogo tinha sido tão ruim que a coletânea de bons momentos reunia apenas um pequeno punhado de cinco minutos.

Ou seja… O Professor tinha razão no domingo. Não ia fazer a menor diferença ter entrado com a equipe principal. De certa forma foi até melhor em um primeiro momento. Porque daí a gente ficou três dias botando a culpa da derrota na escalação e não na falta de condições (ou vontade) de vencer.

Nem sei porque estou me dando ao trabalho de escrever hoje. Bastava reproduzir aqui a mensagem de um frequentador do Boteco, o Fábio Albuquerque. Disse ele ao fim do jogo lá pelo Twitter: “Carioca, falta de vontade, desânimo, previsibilidade, posse inofensiva. Estou te ajudando pra sua coluna, @sorinmercio. Só Copy & Post”. E foi isso.

Nos depoimentos dos técnicos no pós-jogo, Rueda declarou: “Chape muito combativa, aguerrida, que não deixou o Fla expressar todo seu futebol”. (nem todo e nem nenhum). Disse também que “fiz trocas para parar o jogo” (sinal de que empatar com a Chapecoense é bom). Do lado de lá o interino Emerson Cris resumiu a sua “semana de trabalho”, já que nem teve tempo de fazer nada após a saída do Eutrópio: “Joguei a responsabilidade para os atletas”.

Talvez seja esse o segredo então. Apesar do placar, a Chape esteve bem mais perto da vitória que o Flamengo. No final das contas tudo se resume em responsabilidade e atitude. Sem isso não dá pra ganhar de ninguém.

Faltam 13 dias para o dia 27.

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.


Veja mais:


PETISCOS

. PAQUETÁ. Entrou bem o garoto. Como bem observou meu brother André “Bocão”, fez mais em 5 minutos que o resto do time em 85.

. EVERTON RIBEIRO. Nitidamente irritado com a situação. Veio pensando no destaque que poderia ter visando presença na Rússia em 2018 e, além do banco, ganha “oportunidade” aos 157 minutos da segunda etapa. Acabou sobrando “prum” cara lá da Chapecoense, que tomou uma botinada desnecessária em lance isolado na lateral do campo.

. PUNIÇÃO. Os tumultos e desordens da partida contra o Cruzeiro no Maracanã serão julgados na próxima segunda. Fora a grana, que não há de fazer falta, o Flamengo pode perder alguns mandos na Copa do Brasil 2018. Lembrando que nossas intenções são de só entrar na competição já nas oitavas de final.

. LAVANDERIA. A gente vai fingir que nem viu o Diego Alves batendo roupa pra dentro da pequena área no jogo de ontem.

Fonte: Blog Boteco do Fla | globoesporte.com

Veja também

  • kkkk perfeito….fora victor hugo, fora EBM da VP!!
    que time apático!

  • Réver, Diego, Guerrero e essa velharia com status de craque tem que ir embora ano que vem

    Jonatas Beluso, Pablo, Douglas e Lucca pro ano que vem. Junta o salário de todos não dá os 1400000 que o Guerrero quer
    Um ano de contrato apenas, diferente do bichado Rômulo, que foi contratado por 4 anos pelo Caetano.

    Jogador jovem, bonito, alto e veloz.
    Fora Tardelli velhão.
    Fora Ederson e Conca ex jogadores
    Fora Marcio Araújo e Rômulo comemorando gol do adversário
    Fora Guerrero mercenário e Diego fracasso na Europa

  • É torcer para no dia 27 dar tudo certo e sermos campeões, e depois pode acabar o ano, pq tá osso viu!!!

Comentários não são permitidos.