Diego relembra vice na Copa do Brasil: “Zoaram meu filho”

As marcas do pênalti perdido na final da Copa do Brasil ainda não foram apagadas. Diego foi duramente criticado pela falha que resultou no vice-campeonato do torneio. Depois o acontecido, não se calou, assumiu a responsabilidade, e seguiu trabalhando. Autor do gol da vitória contra a Chapecoense, no último domingo (15), relembrou o período pós-confronto contra o Cruzeiro.

“O que passou, serviu como aprendizado. Eu vou continuar trabalhando para dar o meu melhor para o Flamengo sempre. A família sofre junto, como sofremos na Copa do Brasil. Fui xingado, meu filho foi zoado. Mas estamos sujeitos a isso, nosso trabalho. Para aprofundar meu relacionamento com o clube, eu teria que passar por momentos difíceis. Não pode ser só o bom”, disse o meia em entrevista coletiva realizada nesta segunda (16), no Ninho do Urubu.

A perda da penalidade não foi uma surpresa apenas para os torcedores. O próprio Diego admitiu que nunca havia desperdiçado uma cobrança em final de campeonato.

“Perder a Copa do Brasil foi uma dor muito grande. Todas as disputas de pênalti que participei, não lembro de ter perdido. Fui campeão da Copa América, do Mundo de clubes, sempre nos pênaltis. E agora perdemos com um pênalti perdido meu. Mas estou aqui para assumir as responsabilidades. Não bati pênalti por vaidade, mas porque estou aqui para isso”, finalizou


Veja mais:


Diego se prepara, junto com o restante do elenco, para enfrentar o Bahia, nesta quinta (19), às 21h, na Ilha do Urubu.

Veja também

  • Craque é craque. Na bola, nas palavras, nas atitudes.

  • Gostei de saber que enfrentou as críticas como homem, assumindo a culpa, e não se achando injustiçado, como eu vejo muito mimado por aí. Depois esses fazem um gol e não comemoram com a torcida de pirraça.

    Diego mostrou que vestiu mesmo o manto e não vai sair para o Santos, vai ficar e ainda vai nos dar muitas alegrias, como já deu várias.

  • Faz parte, isso é futebol!

  • Triste pelo seu filho, mas que lembre disso, não só ele, mas todos os que se arrastam em campo: quando perdem, não são apenas eles, mas todos ao redor que têm que lidar com as consequências.

  • Para mim, perdemos a CB não no pênalti perdido pelo Diego ( alguém iria perder), mas na falha clamorosa, infantil é inaceitável do Thiago no primeiro jogo. Se tivéssemos vencido o jogo de ida, como se desenhava a partida, não perderíamos o jogo de volta e nem precisaríamos de pênaltis. Mas agora não adianta lamentações, tiremos lições da derrota nos pênaltis: Thiago não é goleiro para o FLAMENGO e Muralha também não. Levanta, sacode a poeira e vamos ganhar a Sul-americana. SRN.

    • Se for olhar por esse lado, perdemos também porque não temos um atacante capaz de fazer 2 gols em 180 minutos, perdemos porque não temos laterais que consigam defender e subir para armar e atacar, perdemos pois não temos armadores realmente finalizadores ou volantes que consigam defender e subir para fazer um golzinho pelo menos, sobre a falha do Thiago sim foi falha bisonha, mas se os zagueiros tivessem afastado a bola antes dela ir a gol, em uma desclassificação o time inteiro é culpado e ponto final! Temos que mudar muita coisa em 2018 para sermos campeões, não adianta mudar 1 ou 2 peças!

      • Zagueiro afastar?! O chute foi da intermediária, não foi próximo à área. Não tem se, parceiro, o único lance fora da curva foi a falha do fraquíssimo Thiago. Levaríamos a vantagem para o mineirão com o Cruzeiro precisando de gols. Com espaço certamente faríamos gols lá. Mas como disse, é passado. Eu acredito que seremos campeões da Sul-americana. Parece que você não…

        • não confunda as coisas, acredito que podemos sim ser campeões da sul-americana, só que não vejo o flamengo como eu gostaria de ver, ofensivo, decisivo, uma equipe guerreira, perder campeonato na final acontece e ao meu ver nem é humilhante mas isso depende de como vc jogou a final!

          • Concordamos então, também não vejo o FLA como gostaria, mas também não acho que tivemos um ano perdido. Penso que se criou muita expectativa num ano promissor, mas ainda longe do que queremos. Com a queda na liberta, ficou a impressão de que perdemos o ano. Mesmo com o brasileiro abaixo do esperado, se vencermos a Sula, seremos só nós e talvez o curintians que ganharão dois títulos. Boto fé. SRN.

    • Tbm acho. Perdemos a CB no jogo do Maracanã.

  • Lamento pelo seu filho Diego, mas infelizmente isso é “cultural”. O único que vi realmente sentir a perda e que veio e deu as caras de verdade. Diego é muito profissional e vejo nele muita vontade de vencer com a camisa do CRF. Só perde quem cobra, ele perdeu, OK, mas ficar dizendo que ele tem que ir embora, que é ruim, que tem que pegar banco e tal, como li em muitos comentários é um absurdo total. Diego vinha mal é verdade, mas nunca o vi fazendo mole em campo, o cara da carrinho, divide, se meche o tempo todo. O time não vem bem, não é o Diego o problema. Eu o apoio, pois é um baita jogador e um profissional exemplar.

    • Tbm gosto do Diego por ele se esforçar mesmo estando mal nos jogos, ele realmente veste o manto. Mas o único jogo q ele se escondeu foi justamente na final no Mineirão.

    • Na verdade, ele tb erra muito por não se esconder.

  • Então, que venha o Bahia!
    SRN!

Comentários não são permitidos.