Gustavo Roman: “O problema é a postura”

O Flamengo cumpriu a sua obrigação e venceu a Chapecoense, mesmo jogando fora de casa. O resultado foi mais do que normal dada a diferença técnica entre os dois elencos. O que incomoda o torcedor Rubro-negro é a falta de postura da equipe. É jogar como se fosse ganhar a qualquer momento. Ou na hora que bem entender. Não é assim que a banda toca.

O primeiro tempo na Arena Condá foi mais um espetáculo lamentável. Jogo maracado. Brigado. E principalmente, falado. Os jogadores pareciam mais dispostos a reclamar uns com os outros e com a arbitragem do que jogar futebol. Não foi surpresa ver que houve apenas uma chance clara de gol. Muito pouco.

A partida melhorou um pouco nos 45 minutos finais. A Chape perdeu o meio de campo quando Emerson Cris tirou o amarelado Elicarlos. E quando insistiu com Wellington Paulista na direita, correndo atrás de lateral. Mesmo já sem Tulio de Melo, substituído por Penilla. O Flamengo se aproveitou e mesmo sem querer muito chegou mais. Berrio, que entrou no lugar de Everton deu mais agressividade ao time. Foi dele a ajeitada para Guerrero chutar na mão de Douglas. Pênalti bem assinalado pelo árbitro. E muito mal cobrado por Everton Ribeiro que praticamente atrasou para Jandrei. Sintetizando bem a falta de vontade de quase toda a equipe.

Aos 35 minutos, William Arão lançou Berrio. Ele ajeitou para Diego acertar o canto do goleiro e fazer um a zero. O primeiro gol dos cariocas nos últimos 640 minutos atuando como visitantes. Nos acréscimos, Berrio ainda perdeu ótima chance de ampliar depois de mais um ótima lançamento de Arão e outra boa jogada de Guerrero.


Veja mais:


No fim, deu a lógica. Três pontos para o Fla que encosta no Botafogo e no G-4. No entanto, a má fase técnica de alguns atletas. A falta de vontade de outros. As poucas variações táticas que o time apresenta. E algumas escolhas do treinador fazem a torcida temer pelo pior (no caso, não conquistar a vaga para a Libertadores do ano que vem). Se isso acontecer, a crise chegará com força na Gávea.

Fonte: Blog do Mauro Beting | Uol

Veja também

  • Não só a postura, mas o time precisa urgentemente para o ano que vem se livrar de algumas peças. É inadmissível ver gabriel entrando no jogo.

    • é sofrível

      • É uma vergonha mesmo…

  • Pois é Gustavo eu nem acho q o problema seja a postura quando o Rueda assumiu a casa estava sem tranca porta arrombada levávamos gols bobos mas fazíamos gols,mirrados mas fazíamos….agora pra fazer um gol é um parto de ouriço…eu acredito q novamente ( se o Rueda permanecer) q teremos outra reformulação nesse elenco..temos uma boa espinha dorsal…um goleiro q transmite confiança zagueiros de bom nível, dois cabeças de área tbem de bom nível,meias de bom nível e um centroavante q joga só mas q é de bom nível também..Acho q a chegada de de um zagueiro incontestável ( chegar e jogar) um cabeça de área Pit Bull ( Ralf,Vitor Cáceres ou até mesmo o maluco do Felipe Melo) e um centroavante matador pra jogar perto do Guerrero seria muito bom( Tardelli, Callerri,pratto) a já ia me esquecendo…laterais…a direita me preocupa…

Comentários não são permitidos.