Maioria dos torcedores prefere clássico na Ilha

Antes mesmo da bola rolar, a partida entre Flamengo x Vasco já causa polêmica. Não apenas pelas declarações de candidatos à presidência do cruzmaltino, que desqualificam a Ilha do Urubu, mas também pelo pedido de representação de dois vereadores do Rio de Janeiro, junto ao Ministério Público, pedindo a realização da partida no Maracanã.

Por ser mandante, a diretoria rubro-negra já indicou que pretende jogar no palco que tem sido sua casa em 2017, a Ilha do Urubu. No entanto, por ser um local com pouco espaço, sem grande infraestrutura, os órgãos de segurança, como a Polícia Militar, não consideram “conveniente” a realização da partida lá.

No perfil do Coluna do Flamengo no Twitter, fizemos uma enquete perguntando para você, torcedor, a respeito desta polêmica. 57% dos votantes disseram que preferem o clássico na Ilha, contra 40% que votaram a favor da partida no Maior do Mundo. Outros 3% afirmaram querer o “Clássico dos Milhões” sendo disputado fora o da capital fluminense. 1.655 pessoas participaram da enquete.


Veja mais:


A partida está marcada para ocorrer no dia 28 de outubro (sábado), às 19h. As confusões geradas no último embate entre as equipes, em São Januário, que terminou com um torcedor de 27 anos morto, e as sucessivas confusões entre torcidas organizadas dos clubes, levam órgãos públicos a ficarem com receio de novos tumultos nesta partida.

Veja também

  • Fico imaginando a PM dos estados dizendo o seguinte: “O Corinthians não pode jogar no Itaquerão”. “O Palmeiras não pode jogar no Allianz Park”. “O Inter não pode jogar no Beira-Rio”. “O Santos não pode jogar na Vila”. “O Atlético não pode jogar no Independência”. “O São Paulo não pode jogar no Morumbi”. “O chorafogo não pode jogar no Vazião”. “O Bahia não pode jogar na Fonte Nova”. “O Atletico-PR não pode jogar na Arena da Baixada”. Seria possível??? Claro que não, dirão todos. A Ilha do Urubu é um estádio aprovado por todos os órgãos administrativos. Então por que não pode ter jogo na Ilha do Urubu??? O FLAMENGO tem obrigação de oferecer segurança dentro do estádio e a PM tem obrigação de oferecer segurança aos cidadãos fora do estádio. Não há nenhum óbice jurídico para o jogo ser na Ilha do Urubu. Portanto, só a ventilação da possibilidade de o FLAMENGO não poder jogar em seu estádio, já agride os interesses do FLAMENGO passível de ajuizamento de algum tipo de ação judicial. O FLAMENGO tem um estádio aprovado pelo poder público e joga nele quando quiser.

    • Perfeito!!!!

  • CLÁSSICO NA ILHA.. SIM!!!
    Está na cara, que o Eurico Pilantra, está fazendo de tudo nos bastidores para não jogar na Ilha, porque seu estádio foi interditado depois que o Mengão jogou e vendeu lá.
    E o Zé Ricardo, também não quer voltar na Ilha para enfrentar a torcida no “cangote”.

    JOGO NA ILHA….!!!!!!!!!!!!!!!

    • Mais que Perfeito!

  • Eu acho perigoso jogar na ilha pq eh tudo aberto.
    E se o Vasco tiver perdendo a torcida deles vai quebrar tudo como sempre!

  • Eu queria entender pq que ano passado o Botafogo fez o clássico contra o Flamengo lá e ninguém questionou segurança , mudança de local e etc … E olha que a capacidade era menor e a estrutura um chiqueiro.

    • Boa pergunta, fora que sera que sao januario e mais seguro que a ilha?

      • E o pior , a briga em São Januário foi da torcida do Vasco entre si.
        E outra pode botar o jogo no Maracanã , no Engenhão ou até em Volta Redonda que nada é garantia de que não vai haver briga. No Fla-Flu no Maracanã teve.
        Não é o local da partida que tem que mudar , tem que mudar as leis pra que os marginais fiquem presos.

        • Exato. E na final contra o Cruzeiro, também teve confusões. Acho inclusive mais fácil controlar 1000 vascaínos querendo confusão na Ilha do que 6000 querendo confusão no Maracanã.

    • Pq a perseguição com o fla eh gigante simples assim. ..

    • E eu queria saber pq, já q a torcida do Vasco fez tudo aquilo no 1º turno SOZINHA, que o Flamengo é que vai ter q jogar em “campo neutro”…

Comentários não são permitidos.