CBF nega pedido do Flamengo e mantém arbitragem para jogo contra o São Paulo

FOTO: DIVULGAÇÃO

De olho na decisão da Copa do Brasil, o Flamengo entrou com uma solicitação junto à CBF e pediu a alteração da arbitragem para o jogo desta quarta-feira (18), contra o São Paulo. No documento, o Mais Querido questiona decisões de Wilton Pereira Sampaio, que apitou a partida contra o Internacional, pelo Brasileirão. Todavia, o desejo do Rubro-Negro não deve ser atendido pela entidade, que planeja manter a equipe de arbitragem pré selecionada.

Segundo informações do jornalista Cahê Mota, ainda que a Confederação Brasileira de Futebol não tenha se manifestado oficialmente, a avaliação da entidade é de que as decisões de Wilton Pereira Sampaio foram acertadas e, por este motivo, não há justificativa para substituição da equipe de arbitragem, que será mantida para o duelo entre cariocas e paulistas.

Ainda conforme o jornalista, no documento, o Flamengo questiona dois pênaltis “gritantes” não marcados a seu favor, advindos de supostos toques de mão dos defensores do Internacional, um em cada tempo da partida.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Flamengo e São Paulo vão se enfrentar na próxima quarta-feira (18), no Morumbi, às 21h30 (horário de Brasília), pelo segundo jogo das quartas de final da Copa do Brasil. Em desvantagem no placar, o Mais Querido precisa de uma vitória com dois gols de diferença para se classificar sem sustos e garantir vaga na semifinal da competição.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Quer encontrar uma mulher para uma noite? Bem – vindo ao — S︆︆e︆︆xc︆︆o︆︆n︆︆t︆︆.︆︆C︆︆o︆︆m

  • cheiro de mamelada ser fosse o bambis iria mudar a arbitragem

  • Em uma guerra devemos usar todos os meios dispostos. O Flamengo pediu, pois está no direito dele. De alguma forma isso condiciona o fator psicológico dos envolvidos. Sem contar que o assoprador de apito em questão já foi protagonista de episódios dignos de críticas.