Dome vive dúvida na zaga às vésperas de jogo decisivo; Natan e Gustavo Henrique formam dupla mais utilizada

FOTO: MARCELO THEOBALD

Por: Nathalia Coelho

O Flamengo foi superado pelo São Paulo, por 4 a 1, no último domingo (01). A derrota do Rubro-Negro para os paulistas acendeu um alerta para a deficiência do sistema defensivo da equipe da Gávea. Em 24 jogos no comando do clube, Domènec Torrent escalou nove duplas diferentes na zaga e levou 32 gols. Desde o surto de Covid-19 que assolou o departamento de futebol do Fla, inclusive, a formação mais utilizada foi Natan e Gustavo Henrique.

Desde a partida contra o Barcelona de Guayaquil, Rodrigo Caio não entrou mais em campo. Logo após o duelo, mais de 20 casos do novo coronavírus foram descobertos no elenco rubro-negro, incluindo o Xerife. Considerado titular absoluto, o zagueiro emendou um período de teste positivo para a Covid-19 com a convocação para defender a Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Em sua reapresentação ao clube, todavia, foi constatada uma lesão que afastou o jogador dos gramados por mais um período.

Com isso, Gustavo Henrique e Natan passaram a atuar juntos em mais oportunidades. O camisa 02, entretanto, tem tido seu desempenho bastante questionado pelos torcedores rubro-negros. Natan, por sua vez, é o defensor que passa mais confiança à Nação. Desse modo, Dome terá que decidir quem entrará em campo na partida desta quarta-feira (04), quando o Flamengo encara o Athletico Paranaense, pela segunda e decisiva partida das oitavas de final da Copa do Brasil.

VEJA FORMAÇÕES JÁ UTILIZADAS POR DOME:

Flamengo 0 x 1 Atlético-MG | Rodrigo Caio e Léo Pereira
Atlético-GO 3 x 0 Flamengo | Léo Pereira e Gustavo Henrique (Rodrigo Caio atuou como lateral)
Coritiba 0 x 1 Flamengo | Rodrigo Caio e Léo Pereira
Flamengo 1 x 1 Grêmio | Rodrigo Caio e Léo Pereira
Flamengo 1 x 1 Botafogo | Rodrigo Caio e Léo Pereira
Santos 0 x 1 Flamengo | Rodrigo Caio e Gustavo Henrique
Bahia 3 x 5 Flamengo | Rodrigo Caio e Léo Pereira
Flamengo 2 x 1 Fortaleza | Rodrigo Caio e Gustavo Henrique
Fluminense 1 x 2 Flamengo | Rodrigo Caio e Gustavo Henrique
Ceará 2 x 0 Flamengo | Léo Pereira e Gustavo Henrique
Del Valle 5 x 0 Flamengo | Rodrigo Caio e Léo Pereira
Barcelona 1 x 2 Flamengo | Rodrigo Caio e Léo Pereira
Palmeiras 1 x 1 Flamengo | Natan e Otávio
Flamengo 4 x 0 Del Valle | Natan e Noga
Flamengo 3 x 1 Athletico | Natan e Noga
Flamengo 3 x 0 Sport | Natan e Gustavo Henrique
Vasco 1 x 2 Flamengo | Léo Pereira e Gustavo Henrique
Flamengo 2 x 1 Goiás | Natan e Gustavo Henrique
Flamengo 1 x 1 Bragantino | Léo Pereira e Thuler
Corinthians 1 x 5 Flamengo | Natan e Gustavo Henrique
Flamengo 3 x 1 Barranquilla | Léo Pereira e Thuler
Internacional 2 x 2 Flamengo | Natan e Gustavo Henrique
Athletico-PR 0 x 1 Flamengo | Noga e Léo Pereira
Flamengo 1 x 4 São Paulo | Natan e Gustavo Henrique


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Ainda sem poder contar com Rodrigo Caio, com uma lesão de grau dois confirmada na panturrilha direita, Domènec terá à sua disposição, nesta quarta, os seguintes zagueiros: Gustavo Henrique, Natan, Noga, Léo Pereira e Thuler. Caberá ao catalão definir qual dupla será titular contra o Athletico-PR.

O duelo de rubro-negros acontece às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã. Vale ressaltar que o Mengo tem a vantagem do empate, uma vez que venceu o jogo de ida, na Arena da Baixada, em Curitiba, por 1 a 0, com gol de Bruno Henrique. A partida terá transmissão da TV Globo e a narração de Rafa Penido, no Coluna do Fla.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Darcy Brasil, tenho acompanhado seus comentários e devo dizer, que via de regra são
    muito bons, realmente, você tem razão, Gustavo Henrique foi considerado um dos bons
    zagueiros no ano passado, assim como o próprio Leo Pereira, porém, os melhores foram os
    seguintes, Rodrigo Caio e Pedro Geromel pela direita, e Pablo Mari e Victor Cuesta pela
    esquerda, porém, futebol é momento, e hoje o momento do Gustavo Henrique é muito ruim
    o mesmo vale para Leo P. Cabe ao treinador, reconhecer isso, colocar pra treinar e restaurar
    a confiança dos atletas além de escalar quem estiver melhor, se ainda assim não voltarem a
    melhor forma, ano que vem, libera-los e trazer outros para seus lugares, simples assim.

  • Quer encontrar uma mulher para uma noite? Bem – vindo ao — S︆︆e︆︆xc︆︆o︆︆n︆︆t︆︆.︆︆C︆︆o︆︆m

  • Por mim, jogos da Copa do Brasil seriam todos com o sub-20.

    Mas hoje pouco importa quem serão os zagueiros. Se não for corrigida a organização defensiva, onde todos devem participar; se não for corrigido o posicionamento do meio-campo e ataque; se não pararem de fazer marcação alta enquanto o time não puder treinar, vamos queimar todos os zagueiros do time.
    Ou o time faz pressão alta de verdade para que a zaga possa subir junto, diminuindo os espaços entre as linas e com segurança, ou faz pressão média/baixa, esperando o adversário. Não dá pra ficar expondo a zaga a toda hora. Nossas melhores atuações foram com linha média, pressionando a partir da intermediária adversária e meio-campo.

  • Ô, Darcy Brasil! Tá na cara que você é do STAFF do Gustavo Henrique! Ele foi eleito o MELHOR, assim como já elegeram o Rene como MELHOR
    E também o MURALHA foi convocado para a seleção. TUDO MUITO SINISTRO

  • Gustavo Henrique, eleito
    o melhor zagueiro do
    brasileirão de 2019, está
    atravessando uma péssima
    fase, não devendo ser
    escalado, mas recomendado
    aos treinos, para poder
    trabalhar a correção das
    falhas que cometeu
    recentemente e voltar
    à forma que o levou a
    ser um dos destaques do
    Santos em 2019 e anos
    anteriores. Esse jogador
    em plena forma, representa
    uma poderosíssima arma
    ofensiva e defensiva
    nas bolas paradas
    que ensejam o jogo aéreo.
    Por ser muito alto, quando
    vier a ser escalado, o sistema
    defensivo deve levar em
    conta que essa estatura,
    valiosa para o jogo aéreo,
    implica em maior lentidão,
    o que significa que Gustavo
    Henrique jamais pode ficar
    exposto a situações de
    jogo em que tenha que
    “apostar corrida” com os
    adversários. Quando
    o Flamengo tiver que
    atuar expondo o corredor
    direito, demandando
    um zagueiro veloz
    para cobri-lo, Gustavo
    Henrique não deveria ser
    escalado., a não ser que
    o posicionamento de
    alguém como Arão
    ficasse encarregado de
    proteger esse corredor
    criado pela subida de Isla.
    A meu ver, alem da fase
    ruim que atravessa,
    Gustavo Henrique não
    tem sido considerado em
    suas valências positivas
    e negativas, que
    deveriam ser aproveitadas
    e prevenidas respectivamente
    pela montagem do sistema
    de jogo.

  • Tá em dúvida porque não tem culhão pra desobedecer os empresários que ainda escalam o time. Dupla de zaga e titular absoluta é da base, GABRIEL NOGA E NATAN!
    Mas insiste em colocar o GustaDarGol (monobola) e Léu Pereba, e pra fechar o caixão, o Vitinho-Mitinho-Ruizinho. Fla sempre entra com no mínimo dois a menos. Um dessa dupla de zafa sofrida e mais o Mitinho.

  • Eu vou de Gabriel Noga e Natan contra o Athlético-pr.